Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel de leucotrienos na infecção por HTLV-1

Processo: 07/08653-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2008
Vigência (Término): 30 de junho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Lúcia Helena Faccioli
Beneficiário:Bruno Caetano Trindade
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:02/12856-2 - Modulação das respostas imunes inata e adquirida por leucotrienos e prostaglandinas, AP.TEM
Assunto(s):Leucotrienos   Vírus linfotrópico T tipo 1 humano   Inflamação

Resumo

A mielopatia associada ao HTLV-1/paraparesia espástica tropical (HAM/TSP), é uma doença inflamatória crônica progressiva que afeta a medula espinal e a substância branca do cérebro. Na infecção por HTLV-1 e na manifestação da HAM/TSP, nada se tem descrito sobre alteração da produção de leucotrienos ou sobre o papel destes mediadores nesta virose. No entanto, a presença de intenso infiltrado celular no sistema nervoso central e aumento do número de leucócitos circulantes, presente em indivíduos com HAM/TSP, poderiam estar relacionados com aumento da produção de leucotrienos, uma vez que estes mediadores recrutam células inflamatórias, inibem a apoptose e aumentam a proliferação de vários tipos celulares. Além disso, o perfil de resposta gerada pela infecção por HTLV-1 se assemelha aquele presente em resposta padrão Th1, o qual pode ser modulado por leucotrienos. Dessa forma, os dados da literatura quanto à natureza pró-inflamatória dos leucotrienos nos incitam a investigar uma possível correlação entre a produção desses mediadores e a infecção pelo HTLV-1, bem como o papel destes mediadores no desenvolvimento da manifestação clínica associada, HAM/TSP. Adicionalmente, a avaliação do papel dos leucotrienos em modelos de infecção in vitro (usando linhagens celulares infectadas) poderá permitir o estabelecimento de parâmetros celulares mediados por estes lipídeos. Assim, acreditamos que este estudo poderá trazer informações relevantes para um melhor entendimento da patogênese da HAM/TSP.