Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise enantiosseletiva de venlafaxina e de seus principais metabólitos - aplicações em estudos de biotransformação in vitro e in vivo

Processo: 08/00678-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2009
Vigência (Término): 30 de setembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Pierina Sueli Bonato
Beneficiário:Patrícia da Fonseca
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Biotransformação   Eletroforese capilar   Cromatografia líquida de alta eficiência   Química analítica

Resumo

Muitos fármacos quirais são comercializados na forma de racematos, no entanto, vários deles apresentam características farmacodinânicas e/ou farmacocinéticas estereosseletivas. Conseqüentemente, é necessário estabelecer se há vantagens na produção desses fármacos na forma de enantiômeros puros, o que implica na necessidade de desenvolvimento de métodos analíticos enantiosseletivos. A cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC) com fases estacionárias quirais é a técnica mais empregada para a separação de enantiômeros. Nos últimos anos foi implantada também a eletroforese capilar (CE), uma técnica de análise simples, eficiente e que emprega praticamente quantidades nulas de solventes orgânicos. Estas técnicas de separação de enantiômeros requerem um preparo adequado das amostras. Técnicas como extração líquido-líquido e extração em fase sólida são comumente empregadas, porém, atualmente, busca-se a miniaturização destas técnicas, através do uso de técnicas de microextração em fase sólida (SPME) e microextração em fase líquida com membranas porosas (LPME).Neste trabalho propõem-se o emprego da LPME e SPME como técnicas de preparação de amostras para análise enantiosseletiva de venlafaxina e de seus principais metabólitos N-desmetilvenlafaxina / N,O- didesmetilvenlafaxina / O-desmetilvenlafaxina. Para tais análises serão empregadas as técnicas HPLC com detector por absorção no UV ou espectrometria de massas e CE, visando posteriormente, realizar estudos de biotransformação in vitro, empregando a fração microssomal isolada de fígados de ratos e fração microssomal de fígado humano, estudos de biotransformação in vivo em ratos e humanos, além da caracterização das isoformas das enzimas do CYP450 envolvidas na biotransformação deste fármaco. O objetivo desse estudo é estabelecer as reais vantagens e limitações dessas duas promissoras técnicas de preparação de amostras, bem como avaliar a contribuição da estereosseletividade na biotransformação in vitro e in vivo desse importante fármaco quiral, contribuindo com informações que possam dar suporte para posteriores decisões sobre a sua comercialização na forma de enantiômeros puros.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FONSECA, Patrícia da. Análise enantiosseletiva de venlafaxina e de seus principais metabólitos - aplicações em estudos de biotransformação in vitro e in vivo. 2011. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.