Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão gênica de receptores de melatonina (MT1 e MT2) e rodopsina em melanócitos B16 de Mus musculus

Processo: 08/01499-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2008
Vigência (Término): 30 de setembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Comparada
Pesquisador responsável:Ana Maria de Lauro Castrucci
Beneficiário:Luciane Rogéria dos Santos
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/03381-1 - Fisiologia comparativa de relógios periféricos: genes de relógio (CLOCK, PER1, PER2, CRY1 e BMAL 1) e sua modulação por luz e hormônios em peixes, anfíbios e mamíferos, AP.TEM
Assunto(s):Rodopsina   Pigmentação   Melatonina   Opsinas   Melanócitos

Resumo

Muitos vertebrados ectotérmicos ajustam suas cores corporais para serem confundidos com o ambiente, através da migração de pigmentos no interior de cromatóforos, regulada por sistemas neurais e/ou hormonais. Essas mudanças de coloração auxiliam no mimetismo, termorregulação, comunicação social e expressão de comportamentos como excitação sexual, agressividade e medo. A fotorrecepção se dá, nos mamíferos, através da retina onde são encontrados os fotorreceptores cones e bastonetes que transformam sinais luminosos em sinais elétricos. O pigmento visual encontrado nos bastonetes é chamado de rodopsina que é constituída pelo aldeído da vitamina A, retinal, ligado a uma proteína, opsina, que pode assumir diferentes conformações isoméricas. Curiosamente, rodopsina foi encontrada em células pigmentares de vertebrados, como as células GEM-81 do teleósteo Carassius auratus e B16 e S-91 do camundongo Mus musculus. Vários hormônios podem regular o processo de mudança de cor nos vertebrados, dentre eles a melatonina, hormônio secretado pela glândula pineal que é o órgão responsável pela integração do sistema endócrino dos vertebrados ao ciclo claro/escuro ambiental. Considerando-se que as células pigmentares em cultura apresentam respostas biológicas evidentes à luz visível, o estudo investigará a regulação da rodopsina e de receptores de melatonina em melanócitos B16, pela luz e pelo hormônio melatonina.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SANTOS, Luciane Rogéria dos. Expressão gênica de receptor de melatonina (Mel1) e melanopsinas (Opn4x e Opn4m) em melanóforos de Xenopus laevis. 2010. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.