Busca avançada
Ano de início
Entree

A Inserção Internacional de Unidades Subnacionais Percebida pelo Estado Nacional: A Experiência Brasileira

Processo: 08/02189-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2008
Vigência (Término): 31 de julho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Política Internacional
Pesquisador responsável:Tullo Vigevani
Beneficiário:Manoela Salem Miklos
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Assunto(s):Paradiplomacia   Política externa do Brasil   Globalização

Resumo

A nova ordem mundial, ou o conjunto de fenômenos que definem os contornos do mundo contemporâneo, imprimiu novas dinâmicas às Relações Internacionais. Desde o final da Guerra Fria, acentuam-se processos por vezes dicotômicos que determinam, simultaneamente, a integração e a fragmentação do sistema internacional. Inauguram-se, no bojo de movimentos dialéticos, novos espaços de interação, palcos para novas modalidades de relacionamento entre novos atores internacionais. A emergência de tais atores pede rearranjos de forças que, por vezes, parecem colocar em xeque a soberania do Estado Nação, bem como as categorias de pensamento que explicam a realidade e a institucionalidade construídas em torno dela. Conceitos que serviram de alicerce para o mundo westfaliano começam a ser revistos à luz de novas teorias.Em meio a tais fenômenos, unidades subnacionais (cidades, estados, províncias, cantões, länders e outras unidades constituintes de federações) buscam com cada vez mais intensidade estabelecer contatos com entes estrangeiros - públicos e privados - desenvolvendo iniciativas de inserção internacional freqüentemente independentes das políticas do Estado nacional. Tal estratégia de inserção internacional confere a governos locais caráter de ator no plano global e representa novos desafios, tanto para o Estado nacional quanto para a academia.Inserido neste debate, este projeto se debruça sobre o papel da unidade subnacional enquanto nova personagem do sistema internacional e busca determinar, para o caso brasileiro, como a intensificação do envolvimento de atores políticos locais no plano internacionais é percebida pelo Estado e como este se comporta institucionalmente diante desta paisagem.O presente projeto visa dar continuidade à pesquisa desenvolvida pela candidata e apoiada pela FAPESP (Processo FAPESP 06/56120-0) no âmbito do projeto temático "Gestão Pública e Inserção Internacional das Cidades" (Processo FAPESP 03/12953-0), executado em parceria entre o Centro de Estudos de Cultura Contemporânea (Cedec), a UNESP e a PUC/SP.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MIKLOS, Manoela Salem. A inserção internacional de unidades subnacionais percebida pelo estado nacional : a experiência brasileira. 2010. 150 f. Dissertação de Mestrado - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Programa de Pós-graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas. São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.