Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação da infectividade em anofelinos por diagnóstico molecular

Processo: 08/02255-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
Pesquisador responsável:Ricardo Luiz Dantas Machado
Beneficiário:Gustavo Capatti Cassiano
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Técnicas de diagnóstico molecular   Biologia molecular   Malária

Resumo

Este estudo objetiva padronizar o diagnóstico molecular para determinação da infectividade pelos parasitos causadores de malária humana em diferentes espécies de anofelinos. Para a padronização da Reação em Cadeia da Polimerase, nós utilizaremos anofelinos previamente avaliados por ELISA para a região repetitiva da proteína circunsporozoítica de cada espécie de plasmódio humano, além de cada variante do P. vivax (VK210, VK247 e P. vivax-like), já existentes no Instituto Evandro Chagas, Belém, Pará. As seqüências do CSP estão disponíveis no banco de dados do GenBank (VK210 - M11926; VK247 - M69061; P. vivax-like - L13724, P. falciparum - DQ521732; P. malariae - J03992). A especificidade será alcançada utilizando o programa BLAST (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/BLAST/). Uma análise conformacional será realizada para investigar a possibilidade de formações de estruturas secundárias. Todos oligonucleotídeos iniciadores serão sintetizados pelo IDT - Integrated DNA Technologies (USA). As enzimas serão selecionadas contendo no mínimo um sítio de clivagem nos produtos de amplificação, com o auxílio do programa NEBcutter V 2.0, disponível no site http://tools.neb.com/NEBcutter2/index.php , resultando em fragmentos de DNA facilmente visíveis em gel de poliacrilamida. O emprego desta técnica será importante para a avaliação da infectividade dos anofelinos, contribuindo para um melhor entendimento dos fatores epidemiológicos da malária, permitindo a elaboração de novas estratégias no controle da doença.