Busca avançada
Ano de início
Entree

Em torno do Crátilo de Platão

Processo: 08/02451-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de junho de 2008
Vigência (Término): 30 de abril de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Pesquisador responsável:Marco Antônio de Ávila Zingano
Beneficiário:Alberto Moniz da Rocha Barros Neto
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:05/58322-7 - A filosofia de Aristóteles, AP.TEM
Assunto(s):Filosofia antiga   Linguagem   Platão

Resumo

O Crátilo apresenta significativos problemas interpretativos e rapidamente converte-se num mistério quando interrogamos por seu lugar no corpo dos Diálogos de Platão e pelo seu significado filosófico. Historicamente, é possível identificar duas correntes dominantes de exegese. Grande parte dos estudos especializados do século XX tendeu a denunciar a rusticidade de sua filosofia da linguagem: o Crátilo ocuparia um lugar marginal no pensamento de seu autor, tendo algum magro valor para sua teoria do conhecimento. Tal leitura é sustentada por uma profunda desconfiança a respeito do valor do longo excurso etimológico, freqüentemente reduzido a um mero exercício de zomba e visto como testemunho de uma prática um tanto obscurantista, compreensível apenas no contexto cultural de sua época. Por outro lado, testemunhos antigos (principalmente o comentário de Proclo) nos oferecem uma imagem bastante distinta do texto, admitindo-o como central para o significado do platonismo. A recepção antiga e moderna do Crátilo são radicalmente díspares. Refletindo a partir de um balanço da história da leitura do diálogo, ofereço minha própria interpretação do mesmo. O que temos no Crátilo é uma concepção metafísica do que vem a ser um "nome" que desempenha um papel importante na configuração de alguns temas interessantes de Platão. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
NETO, Alberto Moniz da Rocha Barros. Sobre o Crátilo de Platão. 2011. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.