Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de bebida láctea probiótica contendo polpa de frutos nativos do brasil e fibras de cascas de frutas processadas em São Paulo

Processo: 08/03313-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2008
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Tecnologia de Alimentos
Pesquisador responsável:Marice Nogueira de Oliveira
Beneficiário:Ana Paula do Espírito Santo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Laticínios   Leite   Leite fermentado   Probióticos   Cascas (planta)   Açaí   Guaraná   Annona

Resumo

Este projeto tem por objetivo nortear o desenvolvimento de leite fermentado probiótico com adição de polpa de frutos brasileiros como o açaí (Euterpe oleracea), a graviola (Annona muricata) e o guaraná (Paullinia cupana) e fibras totais obtidas de cascas de frutas processadas em São Paulo. Para isto serão utilizas cultura starter composta por Streptococcus salivarius subsp. thermophilus e Lactobacillus delbrueckii subsp. bulgaricus e cultura de Lactobacillus acidophilus L10. As formulações que se mostrarem viáveis do ponto de vista microbiológico, serão avaliadas quanto aos parâmetros físico-químicos, reológicos, microscópicos, sensoriais e de teores de compostos bioativos durante sua vida de prateleira. O Ministério da Saúde preconiza a valorização dos alimentos regionais brasileiros como um meio de desenvolvimento sustentável de comunidades rurais. Frutos que ocorrem na Amazônia, Cerrado e Mata Atlântica como o açaí (Euterpe oleracea), cajá (Spondias mombim), guaraná (Paullinia cupana), ainda oferecem um amplo campo de pesquisa e desenvolvimento de novos produtos alimentícios. Por outro lado, o desperdício de alimentos, especialmente frutas, é uma realidade brasileira. No entanto, o aproveitamento de resíduos do processamento de frutas como banana e maracujá na formulação de novos alimentos, pode contribuir para minimizar o impacto ambiental gerado pelo lixo orgânico e, ao mesmo tempo, incrementar o aspecto funcional do leite fermentado, através da adição de fibras dietéticas totais.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Patente(s) depositada(s) como resultado deste projeto de pesquisa

PROCESSO DE FABRICAÇÃO DE UM PRODUTO LÁCTEO PROBIÓTICO FERMENTADO, PRODUTO LÁCTEO PROBIÓTICO FERMENTADO E SEUS USOS PI1106219-3 - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) ; Universidade de São Paulo (USP) . Maricê Nogueira de Oliveira; Ana Paula do Espirito Santo - 10 de janeiro de 2011