Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento e aplicação de biorreatores capilares para a triagem de inibidores da purina nucleosídeo fosforilase

Processo: 08/04051-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2008
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Quezia Bezerra Cass
Beneficiário:Marcela Cristina de Moraes
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Esquistossomose   Inibidores   Cromatografia

Resumo

A esquistossomose é uma doença parasitária grave que afeta cerca de 200 milhões de indivíduos cujo agente etiológico é o Schistossoma mansoni. O praziquantel (Biltricide®, da Bayer Pharmaceuticals) é o fármaco preferencialmente empregado no tratamento da esquistossomose. No entanto, apresenta um histórico moderado de efeitos colaterais e há o constante surgimento de novas cepas de parasitas resistentes. Assim, tem sido estimulada a busca por novos agentes quimioterápicos capazes de combater a infecção com segurança e eficácia. O processo de desenvolvimento de um novo fármaco inicia pela busca de compostos que modulem a atividade de enzimas vitais ao agente patogênico causador da enfermidade em questão. Um método promissor para a triagem de misturas de substâncias consiste em passá-las através de uma superfície na qual a biomolécula de interesse esteja imobilizada. De modo geral, os compostos que eluem mais tardiamente apresentam maior afinidade pela proteína imobilizada e podem ser classificados como os melhores inibidores. O uso de enzimas imobilizadas em reatores capilares fornece diversas vantagens frente aos ensaios convencionais, que incluem a necessidade de pequenos volumes de amostra, o aumento do tempo de vida e da estabilidade da enzima e possibilidade de reutilização da proteína. Dessa forma, a enzima purina nucleosídeo fosforilase (PNP) de Schistosoma mansoni foi selecionada para produção de IMERs (Immobilized enzyme reactors) que serão empregados na triagem de inibidores seletivos utilizando sistemas cromatográficos multidimensionais.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE MORAES, MARCELA CRISTINA; TEMPORINI, CATERINA; CALLERI, ENRICA; BRUNI, GIOVANNA; DUCATI, RODRIGO GAY; SANTOS, DIOGENES SANTIAGO; CARDOSO, CARMEN LUCIA; CASS, QUEZIA BEZERRA; MASSOLINI, GABRIELLA. Evaluation of capillary chromatographic supports for immobilized human purine nucleoside phosphorylase in frontal affinity chromatography studies. Journal of Chromatography A, v. 1338, p. 77-84, APR 18 2014. Citações Web of Science: 10.
DE MORAES, MARCELA CRISTINA; CARDOSO, CARMEN L.; CASS, QUEZIA B. Immobilized purine nucleoside phosphorylase from Schistosoma mansoni for specific inhibition studies. ANALYTICAL AND BIOANALYTICAL CHEMISTRY, v. 405, n. 14, p. 4871-4878, MAY 2013. Citações Web of Science: 14.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.