Busca avançada
Ano de início
Entree

As cores da nação: um estudo discursivo de artigos colocados em circulação pela mídia impressa sobre o "novo" lugar do "negro" no conjunto da sociedade nacional

Processo: 08/05417-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2008
Vigência (Término): 31 de agosto de 2013
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Carolina Maria Rodriguez Zuccolillo
Beneficiário:Fabiane Teixeira de Jesus
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/07734-0 - A produção do consenso nas políticas públicas urbanas: entre o administrativo e o jurídico, AP.TEM
Assunto(s):Análise do discurso   Identidade nacional

Resumo

Este trabalho toma por objeto o papel do "negro" nos discursos sobre a questão da identidade nacional, a ser analisado a partir de textos veiculados pela mídia impressa no (1) século XIX, quando dos debates em torno da abolição da escravatura e (2) momento atual, em que se discute a adoção de Políticas Públicas de Ação Afirmativa. Trata-se de dois momentos cruciais em se tratando da mudança de estatuto do "negro", já que visam afetar o lugar historicamente ocupado por ele no conjunto da sociedade nacional e promover novas formas de civilidade. Tendo por fundamento teórico a Análise do Discurso, procurarei verificar nesses textos mecanismos discursivos de construção do que seria o "negro" e o 'branco", observando como ela afeta a constituição de uma democracia efetiva no Brasil e determina Políticas Públicas. Investigarei a hipótese de que a posição de sujeito nos discursos que aludem aos estereótipos atribuídos ao "negro" e ao "índio" é a do "branco", num processo em que a construção da identidade desses coletivos humanos se daria de modo concomitante e por contraste. E me parece que esses estereótipos ainda se sustentam atualmente, sendo colocados em circulação de maneira não-evidente. Proponho uma articulação teórica entre o quadro epistemológico da AD e o das Ciências Sociais - a partir de trabalhos como os de DaMatta (1978) e Buarque de Holanda (1979) -, para verificar se ela é possível e se pode contribuir para melhor delinear condições de produção e circulação destes discursos neste espaço social.