Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos de pectinases recombinantes do fungo Leucoagaricus gongylophorus simbionte de formigas cortadeiras

Processo: 08/05782-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2008
Vigência (Término): 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Dulce Helena Ferreira de Souza
Beneficiário:Camilla Calemi Golfeto
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Proteínas recombinantes   Enzimas

Resumo

O presente projeto de doutorado está inserido no projeto temático recentemente aprovado pela Fapesp (no. 06/58043-3 - "Controle de formigas cortadeiras, estudos integrados") coordenado pelo Prof. João Batista Fernandes do Departamento de Química da UFSCar e o Prof. Maurício Bacci do Departamento de Bioquímica e Microbiologia do Instituto de Biociências de Rio Claro, UNESP. No projeto temático serão realizados estudos que possam controlar a ação danosa das formigas cortadeiras para as culturas em geral. Para tanto, diversas abordagens serão seguidas e entre elas a obtenção e aplicação de produtos naturais, derivados sintéticos baseados nos mesmos e complexos produtos naturais-metais com ações inseticidas e/ou fungicidas e/ou ações inibitórias de enzimas para o controle das formigas. Nesse contexto, iremos colaborar no temático desenvolvendo um sistema de expressão de pectinases do fungo Leucoagaricus gongylophorus, simbionte de formigas saúvas. A simbiose e a capacidade do fungo em secretar enzimas digestivas têm sido descritas como responsáveis pela sobrevivência dos formigueiros e as pectinases têm sido descritas como uma das classes mais importantes de enzimas digestivas do fungo. No presente projeto de doutorado iremos construir uma biblioteca de cDNA do fungo, clonar os genes que codificam a síntese das pectinases com atividades poligalacturonase e pectina liase, expressar e purificar as duas pectinas e caraterizá-las cineticamente. As proteínas recombinantes (pectinases) serão, posteriormente, utilizadas em ensaios de busca de inibidores naturais ou sintéticos em colaboração com o grupo de Produtos Naturais e de Síntese Orgânica do Departamento de Química da UFSCar.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.