Busca avançada
Ano de início
Entree

O sistema imune em crianças nascidas de mulheres submetidas a transplante renal: avaliação fenotípica e funcional ao nascimento e no segundo semestre de vida.

Processo: 08/06232-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Maria Isabel de Moraes Pinto
Beneficiário:Erika Ono Kawaoku
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Recém-nascido

Resumo

Sabe-se que crianças nascidas de mulheres que realizaram transplante renal são expostas a imunossupressores durante todo o período embrionário e fetal. Apesar disso, pouco se conhece a respeito do sistema imune dessas crianças ao nascimento, bem como das possíveis consequências em longo prazo desta exposição a imunossupressores.Neste projeto, estudaremos 20 crianças nascidas de mulheres submetidas a transplante renal. Elas serão avaliadas ao nascimento e aos 8 meses de idade e comparadas com um grupo de 30 crianças nascidas a termo de mulheres saudáveis e de 20 crianças pré-termo, pareadas por idade gestacional com os prematuros do grupo de mulheres transplantadas. Através de citometria de fluxo, amostras de sangue de cordão, ao nascimento, e de sangue periférico, aos 8 meses, serão avaliadas quanto ao número de células TCD3+, TCD4+, TCD8+, células B, células Natural Killer, células T gd, T regulatórias, NKT e monócitos. Na subpopulação de células TCD4+ e TCD8+, avaliaremos a maturação celular através da marcação por CD45RA e CCR7; a avaliação da ativação celular será feita por expressão de CD38 e HLA-DR. Nas células B avaliaremos a maturação através expressão com CD27 e IgM e IgD. Os monócitos serão também investigados quanto à expressão de TLR2 e TLR4. Será também realizada uma avaliação funcional de células T e B após estímulo in vitro, através da expressão de CD154 em T (ligante do CD40) e CD40 em B. A avaliação funcional de células dendríticas após estímulo antigênico será também realizada, com a análise da expressão de HLA-DR e produção de interferon-g nas duas subpopulações de células dendríticas (plamocitóides e mielóides). Os resultados deste estudo permitirão um maior conhecimento do sistema imune destas crianças expostas a imunossupressores durante a gestação, tanto ao nascimento quanto após decorridos 8 meses de vida sem a influência destas drogas.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ONO, E.; DOS SANTOS, A. M.; VIANA, P. O.; DINELLI, M. I. S.; SASS, N.; DE OLIVEIRA, L.; GOULART, A. L.; DE MORAES-PINTO, M. I. Immunophenotypic Profile and Increased Risk of Hospital Admission for Infection in Infants Born to Female Kidney Transplant Recipients. AMERICAN JOURNAL OF TRANSPLANTATION, v. 15, n. 6, p. 1654-1665, JUN 2015. Citações Web of Science: 9.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.