Busca avançada
Ano de início
Entree

Vias alternativas mitocondriais: utilização de microarray de DNA na identificação da relação entre genes de enzimas mitocondriais envolvidas na tolerância ao estresse em Aspergillus fumigatus

Processo: 08/06664-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2008
Vigência (Término): 31 de julho de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Sergio Akira Uyemura
Beneficiário:Renata Vilela Rodrigues
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Mitocôndrias   Análise de sequência com séries de oligonucleotídeos   Estresse oxidativo   Aspergillus fumigatus   Oxidase alternativa

Resumo

A ação do sistema imunológico do hospedeiro sobre o fungo Aspergillus fumigatus é caracterizada pela síntese de intermediários reativos, as quais inibem o desenvolvimento do invasor e, conseqüentemente, a instalação da patologia. Porém, em indivíduos imunossuprimidos, esta atividade é comprometida, prevalecendo assim, os efeitos prejudiciais das micotoxinas fúngicas que levam à morte celular. Além disso, o patógeno apresenta espécies antioxidantes relacionadas não só com a detoxificação dos intermediários reativos, aos quais o fungo é exposto, mas também com seu crescimento celular, favorecendo assim sua instalação e fixação no hospedeiro. Para que o Aspergillus fumigatus tenha capacidade infectiva mesmo sendo saprófito, apresenta vias metabólicas alternativas que se relacionam à sua sobrevivência e adaptação ao hospedeiro no que diz respeito a situações desfavoráveis, como estresse oxidativo e baixas pressões de oxigênio. Neste contexto encontra-se a oxidase alternativa, a qual se constitui em importante alvo quimioterápico, tanto por estar ausente em mamíferos, quanto por mostrar-se essencial na diferenciação celular, além de exercer papel fundamental na produção e defesa do fungo contra espécies reativas de oxigênio na mitocôndria.Espera-se que a ação de agentes prooxidantes em A. fumigatus promova uma resposta celular que, avaliada globalmente, possa elucidar uma série de questões até então não descritas. E que, com o nocaute da oxidase alternativa, essa resposta traga informações quanto à relação desta proteína com a atividade das outras proteínas mitocondriais antioxidantes. Sendo assim, o microarranjo será utilizado para o conhecimento do transcriptoma do fungo, facilitando assim o entendimento dos mecanismos de ação de agentes químicos e físicos, uma vez que é fator determinante do fenótipo do organismo.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RODRIGUES, Renata Vilela. Análise dos níveis relativos de transcrição de genes antioxidantes e da cadeia de transporte de elétrons de Aspergillus fumigatus. 2013. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.