Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das atividades biológicas dos extratos de algas vermelhas do gênero Laurencia (Rhodomelaceae, Ceramiales)

Processo: 08/07775-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2009
Vigência (Término): 30 de abril de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica
Pesquisador responsável:Mutue Toyota Fujii
Beneficiário:Erika Mattos Stein
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/51270-7 - Diversidade das microalgas vermelhas (Rhodophyta) do estado de São Paulo baseada em barcoding, morfologia e distribuição geográfica (RHODO-SP), AP.BTA.TEM
Assunto(s):Antioxidantes   Bioatividade   Bioensaio   Antibacterianos   Antifúngicos   Laurencia

Resumo

Dentre as Rhodophyta, o gênero Laurencia J.V. Lamouroux (Rhodomelaceae, Ceramiales) consiste no maior produtor de metabólitos secundários e destaca-se como uma fonte fascinante de novos produtos naturais, biologicamente ativos. A descoberta e estudo dos caracteres químicos também têm sido usados para diferenciar táxons morfologicamente relacionados. Acredita-se que dentre as várias substâncias produzidas, pelo menos uma seja espécie-específica, tornando-se assim, importante ferramenta para subsidiar sérios problemas de delimitação de espécies neste gênero. Sustâncias bioativas são aqueles compostos que causam algum efeito sobre os organismos vivos. Uma única espécie pode conter diversas classes de compostos químicos com grande diversidade de ações biológicas e químicas, propiciando seu desenvolvimento e sobrevivência num meio de natureza muito competitiva por substrato e nutriente. É o desenvolvimento destes mecanismos bioquímicos e fisiológicos que tem permitido às algas produzirem compostos bioativos que, para o homem, acabam adquirindo propósitos tão variados como na farmacologia, com a identificação de compostos com atividades antibacteriana, antifúngica, antiviral e anticâncer, na área ambiental como formadoras de fluxo biológico através de corredores ecológicos marinhos e para o monitoramento e previsão de impactos ambientais, na área sócio-econômica implementando a produção de algas para gerar renda adicional em atividades maricultoras, na agricultura, utilizando extratos de macroalgas para proteção de plantas contra patógenos, bioestimulantes e bioprotetores e/ou fertilizantes e condicionadores de solo. O objetivo do presente trabalho é avaliar o potencial das substâncias naturais obtidas de quatro espécies de Laurencia: L. aldingensis Saito & Womersley, L. catarinensis Cordeiro-Marino & M.T. Fujii, L. filiformis (C. Agardh) Montagne e Laurencia intricata J.V. Lamouroux, coletadas nos litorais dos estados de São Paulo e Espírito Santo, quanto às atividades antibacterianas, antifúngicas, antioxidantes e anticolinesterásicas. Serão utilizados extratos fracionados obtidos sucessivamente através dos solventes hexano, clorofórmio, metanol e água. O ensaio para avaliação da atividade antimicrobiana usando patógenos humanos será feito por microdiluição em placa e seguirá as normatizações dos documentos de referência aprovados pela NCCLS, já com os fitopatógenos os ensaios serão o teste de inibição da germinação de conídios e teste de inibição do crescimento micelial usando linhagens do fungo Colletotrychum gloeosporioides causadoras da antracnose do maracujá e do mamão. Os ensaios antioxidantes a serem testados são o DPPH e Deoxirribose e para o teste anticolinesterásico será feito o ensaio qualitativo por autografia e o ensaio quantitativo em microplaca baseado no método de Ellman.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FUJII, MUTUE T.; CASSANO, VALERIA; STEIN, ERIKA M.; CARVALHO, LUCIANA R. Overview of the taxonomy and of the major secondary metabolites and their biological activities related to human health of the Laurencia complex (Ceramiales, Rhodophyta) from Brazil. REVISTA BRASILEIRA DE FARMACOGNOSIA-BRAZILIAN JOURNAL OF PHARMACOGNOSY, v. 21, n. 2, p. 268-282, MAR-APR 2011. Citações Web of Science: 32.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
STEIN, Erika Mattos. Avaliação das atividades biológicas e composição química dos extratos de algas vermelhas do gênero Laurencia (Rhodomelaceae, Ceramiales) do litoral do Espírito Santo, Brasil. 2011. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.