Busca avançada
Ano de início
Entree

A constituição do discurso feminista no Brasil e na Argentina nas décadas de 1970 e 1980

Processo: 08/08894-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 31 de março de 2011
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Mónica Graciela Zoppi Fontana
Beneficiário:Mariana Jafet Cestari
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Denúncia   Feminismo   Análise do discurso

Resumo

Brasil e Argentina compartilham da herança das ditaduras militares e também da resistência dos movimentos liderados ou formados majoritariamente por mulheres. Para a historiografia do movimento feminista, foi sob as ditaduras militares e sob influência do feminismo europeu e estadunidense que a América Latina viveu a "segunda onda feminista". A partir do lugar teórico e metodológico da Análise do Discurso francesa, propomo-nos a analisar de forma comparativa a constituição do discurso feminista no Brasil e na Argentina, nas décadas de 1970 e 1980, em especial o discurso em circulação na imprensa feminista alternativa e nos documentos produzidos pelo movimento feminista nos dois países estudados. Nossa questão teórica centra-se na construção deste novo lugar de enunciação político das mulheres, sua relação com o discurso da esquerda, com as imagens construídas de feminismo europeu e estadunidense e também os efeitos de se dizer feminista/feminina. Inicialmente, de forma provisória, tomaremos o discurso feminista como o discurso que se diz feminista. Além de trabalhar com o discurso feminista, trabalharemos com a imagem deste mesmo discurso construído pela mídia destinada ao público feminino, assim como por outros textos em circulação no jornalismo de referência do período estudado. Partindo da hipótese de que a imagem do discurso feminista produzida pelos documentos do movimento feminista não coincide com a construída pelas revistas femininas e pelo jornalismo de referência, buscaremos compreender qual o efeito de sentido da imagem de discurso feminista posto em circulação por esta mídia. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CESTARI, Mariana Jafet. A constituição do discurso feminista no Brasil e na Argentina na década de 1970. 2011. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Estudos da Linguagem.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.