Busca avançada
Ano de início
Entree

Imobilização multipontual covalente de xilanases: seleção de derivados ativos e estabilizados

Processo: 08/09332-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Enzimologia
Pesquisador responsável:Rubens Monti
Beneficiário:Caio Casale Aragon
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Endo-1,4-beta-xilanases   Fungos filamentosos

Resumo

As xilanases (EC 3.2.1.8; endo-1,4-b-xilanase) e as xilosidases (EC 3.2.1.37; xilana 1,4-b-xilosidase) são glicosidases que catalisam, respectivamente, a hidrólise das ligações 1,4-b-xilosídicas da xilana e a hidrólise de xilooligossacarídeos e xilobiose, formando xilose. As enzimas xilanolíticas de diversos microrganismos têm sido amplamente estudadas na última década, pela importância em vários processos industriais, por exemplo, na clarificação de sucos e vinhos, fabricação de pães e produção de xilose e xilitol; também são usadas nas indústrias de cerveja, ração animal, papel e celulose. Embora sejam bastante empregadas, essas enzimas não possuem todo o seu potencial explorado. A sua imobilização em suportes sólidos oferece muitas vantagens, incluindo o reúso da enzima, a fácil separação do produto e o aumento da estabilidade enzimática. Os objetivos deste trabalho são: a) produzir as enzimas xilanase e xilosidase termofílicas, utilizando um fungo isolado no laboratório (FCUP1), além do Humicola grisea var. thermoidea e do Aspergillus versicolor; b) realizar imobilização multipontual covalente de xilanases e xilosidases termofílicas de fungos filamentosos em suportes sólidos, com caracterização cinética dos derivados mais ativos e estabilizados, comparando-os com as enzimas livres; c) realizar a hidrólise da xilana, utilizando, concomitantemente, os derivados de xilanase e xilosidase; d) avaliar a capacidade de reúso dos derivados ativos e estáveis. Os estudos de imobilização de enzimas termoestáveis do complexo xilanolítico são escassos, porém fundamentais para a otimização e a redução de custos nas diversas aplicações.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ARAGON, CAIO C.; SANTOS, ANDREA F.; RUIZ-MATUTE, ANA I.; CORZO, NIEVES; GUISAN, JOSE M.; MONTI, RUBENS; MATEO, CESAR. Continuous production of xylooligosaccharides in a packed bed reactor with immobilized-stabilized biocatalysts of xylanase from Aspergillus versicolor. JOURNAL OF MOLECULAR CATALYSIS B-ENZYMATIC, v. 98, p. 8-14, DEC 30 2013. Citações Web of Science: 14.
ARAGON, CAIO C.; MATEO, CESAR; RUIZ-MATUTE, ANA I.; CORZO, NIEVES; FERNANDEZ-LORENTE, GLORIA; SEVILLANO, LAURA; DIAZ, MARGARITA; MONTI, RUBENS; SANTAMARIA, RAMON I.; GUISAN, JOSE M. Production of xylo-oligosaccharides by immobilized-stabilized derivatives of endo-xylanase from Streptomyces halstedii. Process Biochemistry, v. 48, n. 3, p. 478-483, MAR 2013. Citações Web of Science: 24.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ARAGON, Caio Casale. Imobilização multipontual covalente de xilanases: seleção de derivados ativos e estabilizados. 2013. 119 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Quimica..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.