Busca avançada
Ano de início
Entree

Bioinformática para a identificação de vias de sinalização importantes para a pluripotencialidade celular

Processo: 08/10839-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Maria Rita dos Santos e Passos Bueno
Beneficiário:Daniele Yumi Sunaga de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia computacional   Análise de sequência com séries de oligonucleotídeos   Biologia sistêmica   Transdução de sinais   Expressão gênica

Resumo

Uma das áreas mais ativas em genética humana e médica é o estudo de células tronco embrionárias e adultas. Estas células, particularmente as embrionárias, se caracterizam pela grande plasticidade celular, e portanto, com grande potencial de gerar vários tecidos. As células tronco adultas podem ser obtidas de diversas fontes, tais como cordão umbilical, polpa de dente, tecido adiposo, tecido muscular, dentre outros. Já as embrionárias só podem ser obtidas a partir da massa interna do blastocisto, que dará origem ao embrião. É de grande interesse elucidar quais são os genes que garantem plasticidade a estas células. Alguns trabalhos têm mostrado os genes capazes de transformar uma célula não tronco em uma célula com propriedades semelhantes às células embrionárias. Contudo, pouco se sabe das vias envolvidas neste processo e se de fato estes são os únicos genes que podem fazer com que uma célula adulta diferenciada readquira potencial de diferenciação. Recentemente demonstramos que mutações do tipo ganho de função no gene FGFR2 confere às células de periósteo de pacientes com a Síndrome de Apert maior predisposição para se diferenciarem em tecido ósseo. Em outro estudo, buscamos identificar os genes envolvidos com as causas das Fissuras Lábio-Palatinas a partir da expressão de células tronco de polpa de dente. O resultado de ambos os trabalhos com microarray e de trabalhos já publicados de expressão gênica de células tronco embrionárias, consistem em uma grande fonte de informações para a modelagem das vias que regulam o mecanismo de plasticidade celular.Com o intuito de contribuirmos para uma melhor compreensão dessas vias, o presente trabalho tem como objetivo principal:* Identificar as vias de sinalização importantes para a plasticidade celular;* Verificar se as vias que conferem plasticidade às células tronco são as mesmas que potencializam a diferenciação das células de Apert em tecido ósseo.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
OLIVEIRA, Daniele Yumi Sunaga de. Biologia computacional aplicada para a análise de dados em larga escala. 2013. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.