Busca avançada
Ano de início
Entree

Cinética de expressão de moléculas co-estimulatórias de osteoclastos no desenvolvimento da doença periodontal experimental e sua modulação por citocinas

Processo: 08/11174-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2009
Vigência (Término): 31 de maio de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Gustavo Pompermaier Garlet
Beneficiário:Carlos Eduardo Palanch Repeke
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/00534-1 - Participação de células CCR5+ na imunomodulação da doença periodontal experimental, AP.JP
Assunto(s):Osteoclastogênese   Citocinas   Reabsorção óssea   Doenças periodontais

Resumo

A destruição óssea causada pela ativação exacerbada do sistema imunológico vem chamando atenção em doenças ósseas inflamatórias, como é o caso das doenças periodontais (DPs). Assim, os mecanismos envolvidos na diferenciação e a ativação de osteoclastos tornaram-se um dos principais alvos no estudo de tais patologias. Estudos recentes demonstram que, para que haja a osteoclastogênese não só é necessária a ligação das moléculas RANK/RANKL, mas também de moléculas co-estimulatórias tais como DAP12, TREM-2 e SIRP²1, e FcR³, OSCAR e PIR-A , que induzem a via de sinalização cálcio/calcineurina, aumentando a quantidade de cálcio intracelular, o que é fundamental para a ativação do NFATc1, principal fator de transcrição na diferenciação e ativação do osteoclasto. Entretanto, a possível contribuição de tais moléculas para a progressão da doença periodontal (humana e experimental) permanece desconhecida, uma vez que não existem relatos na literatura a este respeito. Resultados preliminares de nosso laboratório demonstram um aumento na expressão de tais fatores em biopsias de periodontite crônica quando comparados a tecidos saudáveis. Como demonstrado para o sistema RANK/RANKL, citocinas de diferentes classes (pró- e anti-inflamatórias, Th1 e Th17) exercem um papel fundamental no desenvolvimento da perda óssea inflamatória através da modulação direta dos fatores envolvidos na osteoclastogênese, o que potencialmente inclui as moléculas co-estimulatórias de osteoclastos. Entretanto, o grau de influência que diferentes citocinas exercem sobre a expressão de moléculas co-estimulatórias permanece desconhecido. Neste projeto, avaliaremos a cinética de expressão de moléculas co-estimulatórias de osteoclastos (DAP12, TREM-2 e SIRP²1, e FcR³, OSCAR e PIR-A) no decorrer da DP experimental e a influencia de citocinas de diferentes classes (pró-inflamatória: TNF-±; anti-inflamatória: IL-10; Th1: IFN-³; e Th17: IL-17) em sua expressão. Estudos prévios demonstram a presença aumentada da expressão de tais citocinas em lesões periodontais de humanos, bem como no modelo de DP experimental em camundongos utilizado por nosso grupo de pesquisa. Analisaremos inicialmente a cinética de expressão de moléculas co-estimulatórias de osteoclastos presentes nas lesões periodontais decorrentes da inoculação oral do periodontopatógeno A. actinomycetemcomitans em camundongos da linhagem isogênica C57Bl/6, e sua correlação com os níveis de reabsorção óssea alveolar e com a expressão de RANK, RANKLe das citocinas alvo TNF-±, IL-10, IFN-³ e IL-17. Em seguida, determinaremos o papel destas citocinas na modulação da expressão das moléculas co-estimulatórias utilizando-se camundongos que apresentam mutações que os tornam geneticamente deficentes para tais citocinas (TNF-p55KO, IFN-³KO, IL-10KO e IL-17KO). Para tanto, serão analisados como parâmetros a severidade da periodontite experimental (através da quantificação da reabsorção óssea alveolar e do infiltrado inflamatório), a análise da expressão das citocinas alvo supra citadas e de fatores envolvidos na reabsorção óssea (RANK, RANKL, OPG e CatepsinaK) por RealTimePCR, . As análises conjuntas de tais dados, envolvendo a expressão de fatores osteoclastogênicos e de moléculas co-estimulatórias de osteoclastos, analisados do ponto de vista da destruição óssea decorrente da doença certamente colaborará para um melhor entendimento da osteoimunologia das doenças periodontais, o qual poderá servir de base para o desenvolvimento de novas estratégias de prevenção e terapia de tais doenças.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERREIRA, JR., S. B.; REPEKE, C. E.; RAIMUNDO, F. M.; NUNES, I. S.; AVILA-CAMPOS, M. J.; FERREIRA, B. R.; SANTANA DA SILVA, J.; CAMPANELLI, A. P.; GARLET, G. P. CCR5 Mediates Pro-osteoclastic and Osteoclastogenic Leukocyte Chemoattraction. JOURNAL OF DENTAL RESEARCH, v. 90, n. 5, p. 632-637, MAY 2011. Citações Web of Science: 18.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
REPEKE, Carlos Eduardo Palanch. Cinética de expressão de moléculas co-estimulatórias de osteoclastos no desenvolvimento da doença periodontal experimental e sua modulação por citocinas. 2012. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Bauru Bauru.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.