Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da Biocompatibilidade e do Processo de Reparo dos Cimentos Endodônticos: MTA Obtura, Endo-CPM-Sealer® e Sealapex®.

Processo: 09/00380-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 31 de março de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:João Eduardo Gomes Filho
Beneficiário:Simone Watanabe
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Cimentos endodônticos   Teste de biocompatibilidade

Resumo

A obturação de canais radiculares compreende o preenchimento completo do espaço criado com a remoção da polpa e preparo biomecânico, com materiais de propriedades físicas e biológicas apropriados, proporcionando condições para que ocorra a reparação. Novos materiais são constantemente lançados no mercado e necessitam ser adequadamente analisados. O objetivo deste estudo será avaliar a resposta tecidual frente ao implante de tubos de polietileno preenchidos pelos cimentos MTA Obtura, Endo-CPM-Sealer® e Sealapex® em tecido subcutâneo de ratos, bem como avaliar o processo de reparo de dentes de cães com lesão periapical induzida obturados com os mesmos cimentos. Para o teste de biocompatibilidade serão utilizados 30 ratos, os quais receberão individualmente três implantes de tubos de polietileno contendo os cimentos a serem testados e mais um tubo vazio como controle. Os períodos de avaliação serão de 7, 15, 30, 60 e 90 dias. Após cada período pós-operatório, seis animais serão sacrificados e os tubos de polietileno juntamente com o tecido que o circunda serão removidos, fixados e processados para análise em microscopia de luz, com inclusão em glicol metacrilato, cortes seriados de 3mm e coloração por HE e cortes seriados de 10mm e coloração por Von Kossa e sem coloração para análise sob luz polarizada. O critério de avaliação será de 0: nenhuma ou poucas células e nenhuma reação; 1: menos de 25 células e reação leve; 2: entre 25 e 125 células e reação moderada; 3: 125 ou mais células e severa reação. Cápsula fibrosa será considerada fina quando < 150µm e espessa quando > 150µm. Necrose e formação de calcificação serão registradas como presente ou ausente. Os dados obtidos serão analisados pelo teste Kruskal Wallis. Para a avaliação da reparação óssea serão empregados 8 incisivos centrais, 8 incisivos laterais, 8 primeiros pré-molares e 8 segundos pré-molares de 2 cães machos, todos com 1 ano de idade, irmãos, da raça Beagle. Os animais serão anestesiados, será realizada as aberturas coronárias e extirpação pular. Os canais radiculares ficarão expostos ao meio oral, por aproximadamente 6 meses, para que se instalem lesões periapicais detectáveis radiograficamente. Depois de constatada a presença da lesão, os dentes serão instrumentados e divididos em 4 grupos experimentais, de acordo com o material obturador: Grupo I -MTA Obtura; Grupo II - Endo-CPM-Sealer; Grupo III - Sealapex; Grupo IV - Controle (não obturados). Decorrido o tempo pós-operatório de 180 dias os animais serão sacrificados as peças removidas e fixadas em solução de formalina a 10% para serem descalcificação em ácido fórmico-citrato de sódio. Os espécimes serão incluídos em parafina, cortados com 6 micrometros de espessura e os cortes obtidos corados pela hematoxilina e eosina e pelo método de Brown & Brenn. A análise histomorfológica será realizada avaliando-se as condições histopatológicas das estruturas examinadas, em itens distintos como limite da obturação, infiltrado inflamatório, ligamento periodontal apical, cemento, selamento biológico dos canais, áreas de reabsorção, tecido ósseo, detritos, presença de células gigantes e presença de microorganismos. A análise estatística dos dados obtidos através da análise histomorfológica será efetuada utilizando-se o teste de Kruskal Wallis.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
WATANABE, Simone. Avaliação da biocompatibilidade e do processo de reparo dos cimentos endodônticos : MTA Fillapex, Endo-CPM-Sealer e Sealapex. 2012. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Odontologia (Campus de Araçatuba).

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.