Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação in vitro do potencial antiviral de extratos da planta Guettarda angelica frente a vírus animais

Processo: 09/01650-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 31 de julho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Clarice Weis Arns
Beneficiário:Alyne Vieira Barros
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Virologia

Resumo

O presente projeto de mestrado irá avaliar in vitro a atividade antiviral de extratos da planta Guettarda angelica frente vírus animais de interesse econômico. A Planta G. angelica é promissora como fonte de compostos antivirais, uma vez que se mostrou ativa contra estes herpesvírus e por diferentes mecanismos de ação. Com isso, pretende-se ampliar estes estudos utilizando outro herpesvírus, o eqüino e também dois vírus de genoma de RNA: o metapneumovírus e reovírus aviários, com e sem envelope, respectivamente, e ambos de importância econômica para a avicultura. Na metodologia a ser utilizada está prevista inicialmente a avaliação da citotoxicidade de extratos e frações de G. angelica frente à linhagem celular de rim de macaco verde africano (VERO). O metapneumovírus aviário que está sendo replicada à linhagem celular CER deverá ser adaptada a célula VERO para facilitar e padronizar os ensaios in vitro. Para tanto serão avaliadas a atividade antiviral de extratos e frações G. angelica em concentrações não-tóxicas frente ao herpesvírus eqüino tipo 1, metapneumovírus aviário e reovírus aviário, assim como estudar a atividade virucida dos extratos inibidores.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BARROS, Alyne Vieira. Avaliação in vitro do potencial antiviral de extratos da planta Guettarda angelica Mart. Ex Müll. Arg. frente a vírus animais. 2011. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Ciências Médicas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.