Busca avançada
Ano de início
Entree

Adolescência e consumo alimentar de frutas, legumes e verduras: relação com os níveis sanguíneos de homocisteína

Processo: 09/02497-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Análise Nutricional de População
Pesquisador responsável:Dirce Maria Lobo Marchioni
Beneficiário:Roberta Schein Bigio
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Vitaminas   Consumo de alimentos   Frutas   Biomarcadores   Homocisteína   Adolescentes

Resumo

Atualmente, as doenças crônicas são as principais causas de mortalidade e incapacidade no mundo. Dieta, atividade física, consumo de álcool e tabagismo englobam os principais fatores de risco dos agravos cardiovasculares, diabetes, obesidade, câncer e doenças respiratórias. Recentemente, o grupo das frutas, legumes e verduras tem sido estudado, pois os alimentos deste grupo são fontes de folato, vitamina esta que tem merecido destaque como um dos nutrientes chaves envolvido na manutenção da saúde e prevenção de doenças crônicas. Nesse sentido, ressalta-se a importância do conhecimento do consumo alimentar na avaliação da dieta de um grupo de indivíduos. Diversos estudos mostram a influência do consumo alimentar inadequado na infância e adolescência, e conseqüências à saúde na vida adulta. Deste modo, nesse trabalho, será investigada a ingestão alimentar de frutas, legumes e verduras e sua relação com os níveis sangüíneos de homocisteína, indicador de doenças cardiovasculares, entre adolescentes, ambos os sexos, idade entre 12 e 19 anos, que participaram da 2ª fase do ISA-SP, estudo de base populacional no Município de São Paulo. O estudo será transversal, por meio de inquéritos, coleta de amostra de sangue, análise bioquímica e avaliação antropométrica e de composição corporal. Os dados de ingestão alimentar, obtidos por recordatório de 24h, serão transformados em energia e nutrientes por um programa específico. Nas análises, será realizado o ajuste da distribuição da ingestão dos nutrientes para remoção da variabilidade interpessoal. Para análise será necessário ponderar os dados em função da real distribuição de estratos socioeconômicos, sendo necessário à utilização do módulo Survey do programa STATA para que a variância estimada seja corrigida pelos múltiplos estágios da amostragem. Em seguida, se procederá ao processo de modelagem para a seleção de modelos multivariados parcimoniosos.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BIGIO, Roberta Schein. Consumo de frutas, legumes e verduras: relação com os níveis sanguíneos de homocisteína entre adolescentes. 2011. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Saúde Pública São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.