Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação entre atividade antioxidante in vitro e características químicas, sensoriais, cromáticas e comerciais de vinhos tintos sul-americanos

Processo: 09/02258-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Inar Alves de Castro
Beneficiário:Daniel Granato
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Bioquímica de alimentos   Polifenóis   Antioxidantes   Vinho   Componentes principais

Resumo

O vinho é rico em compostos fenólicos antioxidantes como os flavonóides e antocianinas, substâncias responsáveis por propriedades de saúde quando consumido de forma crônica e moderada. Os fenóis presentes nos vinhos têm atividade antioxidante porque podem seqüestrar radicais livres e, portanto, minimizar danos celulares oriundos do estresse oxidativo. O objetivo desta pesquisa será identificar associações entre a atividade antioxidante in vitro de diferentes tipos de vinho tinto e fatores relacionados ao tipo de uva, local de produção, perfil sensorial, cor instrumental, valor comercial e concentração de compostos fenólicos através de técnicas estatísticas multivariadas. A partir dessas informações, três amostras sob um gradiente de atividade antioxidante in vitro serão avaliadas in vivo utilizando-se modelo animal. Ratos Wistar serão submetidos ao estresse oxidativo e receberão as três amostras, seguindo um gradiente de atividade antioxidante, como suplementação através da dieta. Biomarcadores da oxidação in vivo como atividade e expressão das enzimas SOP, GPX e catalase, concentração de malondialdeído, ascorbato e tocoferol plasmáticos e atividade antioxidante total (ORAC) serão determinados após 30 dias de suplementação. Os resultados desta pesquisa permitirão avaliar quais fatores afetam a atividade antioxidante de vinho tinto de forma mais expressiva e como essa atividade medida in vitro é refletida num modelo in vivo.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GRANATO, DANIEL; UCHIDA KATAYAMA, FLAVIA CHIZUKO; DE CASTRO, INAR ALVES. Characterization of red wines from South America based on sensory properties and antioxidant activity. Journal of the Science of Food and Agriculture, v. 92, n. 3, p. 526-533, FEB 2012. Citações Web of Science: 23.
GRANATO, DANIEL; UCHIDA KATAYAMA, FLAVIA CHIZUKO; DE CASTRO, INAR ALVES. Phenolic composition of South American red wines classified according to their antioxidant activity, retail price and sensory quality. Food Chemistry, v. 129, n. 2, p. 366-373, NOV 15 2011. Citações Web of Science: 67.
GRANATO, D.; KATAYAMA, F. C. U.; CASTRO, I. A. Assessing the association between phenolic compounds and the antioxidant activity of Brazilian red wines using chemometrics. LWT-FOOD SCIENCE AND TECHNOLOGY, v. 43, n. 10, SI, p. 1542-1549, DEC 2010. Citações Web of Science: 47.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.