Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão de genes relacionados às respostas imunes de galinhas vacinadas com uma cepa atenuada de Salmonella Gallinarum (SG ”cobS”cbiA) e uma bacterina comercial contra Salmonella SP. e desafiadas com Salmonella Enteritidis

Processo: 09/02633-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Angelo Berchieri Junior
Beneficiário:Rafael Antonio Casarin Penha Filho
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Galinhas   Salmonella enteritidis   Citocinas   Reação em cadeia da polimerase em tempo real   Vacinas   Imunidade celular

Resumo

As salmoneloses são doenças frequentes em lotes de aves comerciais onde há falhas no programa de biosseguridade. Salmonella Enteritidis pertence ao grupo das salmonelas paratíficas e pode infectar um grande número de hospedeiros, entre aves e mamíferos. A facilidade para contaminar ovos e carne de aves, faz deste, o principal sorotipo envolvido em casos de salmonelose humana como uma Doença Transmitida por Alimento (DTA). As vacinas contra Salmonella Enteritidis (SE) geram uma proteção parcial nas aves, quando se busca o controle da excreção fecal. O conhecimento dos mecanismos imunes que de fato participam no combate à infecção por uma cepa patogênica de Salmonella e dos elementos gerados após a administração de vacinas contra esta bactéria é crucial para a melhor compreensão da doença e para a formulação de vacinas mais eficazes. Isso posto, foi formulado este projeto com o feito principal de fazer a avaliação das respostas imunes em diferentes intervalos pós-imunização ou pós-desafio com SE de aves previamente vacinadas ou não, empregando-se a técnica de RT-PCR em tempo real, para quantificar, no baço e ceco, a expressão de citocinas que estão envolvidas mais diretamente nas repostas cito-mediadas contra SE. Em adição a isso, os níveis de citocinas serão correlacionados com a quantidade de bactéria encontrada no organismo animal, bem como se procurará estabelecer as correlações entre os teores de citocinas com a infiltração, no fígado e no ceco, de células T CD4+ e de células T CD8+ e, ainda, com os níveis de anticorpos anti-Salmonella dos isótipos IgG e IgM a nível sistêmico e de IgA a nível local. Ao final deste estudo planeja-se, gerar dados e conhecimento suficientes para se determinar, o papel exercido pela imunidade mediada por células e pela imunidade humoral no estado de proteção ao desafio, induzido pelas vacinas contra SE e com isso tentar melhorar as estratégias utilizadas para proteger as aves através da vacinação.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FILHO, Rafael Antonio Casarin Penha. Resposta imune celular e humoral em aves (Gallus gallus) vacinadas, antes e após o desafio com Salmonella enteritidis. 2013. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.