Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização físico-mecânica da madeira de Hevea brasiliensis em três condições distintas de sanidade das árvores

Processo: 09/03244-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 31 de julho de 2011
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Estruturas
Pesquisador responsável:Adriano Wagner Ballarin
Beneficiário:Elaine Cristina Leonello
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Tecnologia da madeira   Hevea   Seringueira

Resumo

A seringueira (Hevea brasiliensis) é uma dicotiledônea monóica do gênero Hevea, pertencente à família Euphorbiaceae. O cultivo manejado de seringueiras no Brasil se estende por uma área de 137 mil hectares (SBS, 2006), sendo o látex o principal produto extraído desses plantios. No Brasil, a madeira de H. brasiliensis obtida ao final do ciclo produtivo de látex é utilizada tradicionalmente para fins energéticos. Diversos trabalhos internacionais relatam práticas consolidadas de agregação de valor a essa madeira, pelo seu uso, ao final desse ciclo, na produção de serrados em geral, compensados e outros produtos à base de madeira. Diversos pesquisadores tem observado o crescimento e agravamento do problema da seca do painel de sangria nos plantios nacionais, doença que compromete a produção de látex e pode ter origens bióticas ou abióticas. Este projeto de pesquisa, de cunho tecnológico, é parte de um estudo mais amplo e abrangente, que compreenderá, também, o estudo epidemiológico e patológico dessa doença. Serão estudados os dois clones de maior potencial comercial (RRIM 600 e GT 1), de plantios do estado de São Paulo com idade igual ou superior a 20 anos, considerando-se 3 condições distintas de sanidade: indivíduos sadios, com a seca fisiológica e com a seca patológica. Em cada situação serão amostradas seis árvores, determinando-se, para o material extraído da região basal da árvore, o perfil densitométrico (método da atenuação de radiação gama) e a variação na direção radial da densidade, retratibilidade, resistências à compressão paralela, dureza, flexão e rigidez à flexão. Complementarmente, para os dois clones, exclusivamente na condição de árvores sadias, com 3 repetições por clone serão realizadas análises microscópicas de quantificação de características das fibras dissociadas ao longo da direção radial, objetivando a caracterização dos lenhos juvenil e adulto. Pela sua oportunidade e abrangência, o projeto terá importância estratégica, na medida em que, pela estudo das três condições distintas de sanidade (árvore sã, árvore com problema fisiológico e árvore com problema patológico) permitirá fornecer aos produtores orientações sobre a condução de seus plantios, tanto os sadios quanto aqueles em que a doença está instalada. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LEONELLO, Elaine Cristina. Avaliação das propriedades físico-mecânicas da madeira de árvores de Hevea brasiliensis em três condições de sanidade no Estado de São Paulo. 2011. 110 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciencias Agronomicas (Campus de Botucatu). Botucatu.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.