Busca avançada
Ano de início
Entree

Entre igrejas e xamãs: uma reflexão sobre dualismo Jê-Bororo entre os Kaingang de São Paulo

Processo: 09/03728-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 30 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Etnologia Indígena
Pesquisador responsável:Edmundo Antonio Peggion
Beneficiário:Marília Sene de Lourenço
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Kaingang   Organização social

Resumo

Pretende-se estudar com este projeto as categorias de pensamento Kaingang do oeste paulista em sua dimensão ritual. Para tanto, busca-se observar a realidade de tais grupos, por meio de trabalho de campo na aldeia Vanuíre. Convém ressaltar que esta pesquisa é um aprofundamento de questões levantadas em trabalho anterior, que recebeu apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP. A inserção prévia em Vanuíre inspirou o estudo de temáticas como a possível interface entre xamanismo e pentecostalismo entre povos indígenas. Problematiza-se a expressão cotidiana das religiosidades Kaingang em relação à presença das igrejas Congregação Cristã do Brasil e Assembléia de Deus na aldeia. Pretende-se observar a dimensão ritual deste povo, em seus cultos e festas, aliada ao seu cotidiano. Mais especificamente, este estudo visa envolver a prática social dos Kaingang na discussão sobre dualismo Jê-Bororo. Autores contemporâneos iniciaram este debate, mas focam suas etnografias nos grupos da região Sul. Trabalhos etnológicos recentes são escassos no oeste paulista e este trabalho pretende contribuir no preenchimento desta lacuna.