Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da eficácia de dentifrício de baixa concentração de fluoreto e suplementado com fosfato sobre o processo de desmineralização do esmalte. estudo in vitro

Processo: 09/03517-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Kikue Takebayashi Sassaki
Beneficiário:Danielle Mendes da Camara
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Fluoretos   Fluorose dentária   Fosfatos

Resumo

A ingestão involuntária de dentifrício por crianças menores de seis anos de idade é um fator de risco para o desenvolvimento da fluorose dentária. O desenvolvimento de dentifrícios com concentrações reduzidas de fluoreto (F) contribuiria para diminuir a ingestão do íon por crianças que ainda não têm controle total da expectoração. Estudos realizados nesse laboratório mostraram que dentifrícios contendo 500 µgF/g suplementados com fosfato apresentam efetividade superior ou equivalente a de um dentifrício de 1100 µgF/g na redução da desmineralização do esmalte, in vitro. O objetivo do presente trabalho será avaliar a efetividade de dentifrícios com concentrações menores ainda de F, suplementados com diferentes concentrações de hexametafosfato (HMP) sobre a desmineralização do esmalte de dente bovino, utilizando-se o modelo de ciclagem de pH. Blocos de esmalte serão submetidos a repetidas ciclagens de pH alternadas com tratamentos diários com dentifrícios contendo 250 mgF/g e entre 0 e 3% de HMP. Também serão utilizados para fins de comparação um dentifrício sem adição de F e HMP (placebo), um com 500 µgF/g, outro com 1100 µgF/g, ambos sem HMP e de mesma formulação e um comercial como controle positivo (CrestÒ, de 1100 mgF/g). Em seguida, será determinada a percentagem de variação da microdureza de superfície, o conteúdo de volume mineral em diferentes profundidades do esmalte, a perda mineral integrada subsuperficial e a concentração de F, Ca e P no esmalte. Os resultados serão submetidos ao teste estatístico mais adequado para cada variável (p<0,05).

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CAMARA, Danielle Mendes da. Avaliação in vitro da eficácia de dentifrícios de baixa concentração de fluoreto suplementados com hexametafosfato sobre o processo de desmineralização do esmalte. 2011. 66 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Odontologia de Araçatuba. Araçatuba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.