Busca avançada
Ano de início
Entree

Correlações comportamentias, fisiológicas e morfológicas da carga parasitária em Rhinella icterica (Anura: Bufonidae)

Processo: 09/03933-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 30 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Comparada
Pesquisador responsável:Fernando Ribeiro Gomes
Beneficiário:Eduardo Hermogenes Moretti
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/54699-1 - Fragmentação das florestas, distribuição geográfica e evolução fisiológica em anuros neotropicais, AP.JP
Assunto(s):Anura   Metabolismo energético   Parasitismo   Morfologia animal

Resumo

A infestação parasitária pode afetar diversos aspectos da história de vida dos vertebrados. Em anfíbios anuros, um grande número de parasitas é encontrado em diversos órgãos, incluindo pulmões e trato gastro-intestinal. A presença de grandes nematódeos pulmonares nestes animais deve interferir no processo de troca de oxigênio na barreira de difusão ao destruir as membranas pulmonares, além de alterar a mecânica de ventilação e causar obstrução de vasos, prejudicando o desempenho locomotor principalmente durante momentos de alta demanda aeróbia. Embora a presença de parasitas no trato gastro-intestinal não deva afetar o exercício aeróbio diretamente, o nível de infestação parasitária deve afetar o balanço energético do hospedeiro e, conseqüentemente seu desempenho aeróbio a longo prazo. Dentre os anfíbios anuros, os Bufonídeos são particularmente caracterizados por uma locomoção aerobiamente sustentada, sendo então um grupo interessante para a investigação dos possíveis efeitos da infestação parasitária sobre o desempenho aeróbio. O objetivo deste projeto é compreender como a carga parasitária encontra-se associada a variações de características comportamentais, morfológicas e fisiológicas em Rhinella icterica. Dentre as variáveis a serem medidas encontram-se as taxas de vocalização e locomoção em campo, taxa metabólica em repouso, desempenho locomotor aerobiamente sustentado, concentração de hemoglobina, carga parasitária, massa de diferentes órgãos, dentre outras. Através desta abordagem integrativa, pretende-se investigar o impacto da carga parasitária sobre diferentes aspectos da biologia destes animais, em diferentes níveis da organização hierárquica do fenótipo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MORETTI, EDUARDO HERMOGENES; TITON, JR., BRAZ; MADELAIRE, CARLA BONETTI; DE ARRUDA, RAQUEL; ALVAREZ, TATIANA; GOMES, FERNANDO RIBEIRO. Behavioral, physiological and morphological correlates of parasite intensity in the wild Cururu toad (Rhinella icterica). INTERNATIONAL JOURNAL FOR PARASITOLOGY-PARASITES AND WILDLIFE, v. 6, n. 3, p. 146-154, DEC 2017. Citações Web of Science: 6.
MRETTI, EDUARDO H.; MADELAIRE, CARLA B.; SILVA, REINALDO J.; MENDONCA, MARY T.; GOMES, FERNANDO R. The Relationships between Parasite Intensity, Locomotor Performance, and Body Condition in Adult Toads (Rhinella icterica) from the Wild. Journal of Herpetology, v. 48, n. 3, p. 277-283, SEP 2014. Citações Web of Science: 5.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MORETTI, Eduardo Hermogenes. Correlações comportamentais, fisiológicas e morfológicas da carga parasitária em Rhinella icterica (Anura: Bufonidae). 2011. 66 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Botucatu). Botucatu.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.