Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da massagem terapêutica na insônia e nos sintomas climatéricos em mulheres na pós-menopausa

Processo: 09/03754-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Pesquisador responsável:Lia Rita Azeredo Bittencourt
Beneficiário:Denise de Souza Oliveira
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ansiedade   Medicina do sono   Massagem   Sono   Menopausa   Depressão   Insônia

Resumo

O climatério caracteriza-se por alterações fisiológicas e psicológicas que frequentemente comprometem a qualidade de vida das mulheres. Cerca de 80% das mulheres no climatério apresentam algum sintoma clínico, em 40% dos casos os sintomas são intensos o suficiente para a procura de assistência médica. Os sintomas mais comuns são a instabilidade vasomotora, nervosismo, ansiedade, irritabilidade, depressão e insônia, trazendo grande prejuízo à qualidade de vida. A insônia é altamente prevalente e acomete entre 28 e 63% das mulheres após a menopausa. Ondas de calor, nictúria, alterações de humor, distúrbios respiratórios e a síndrome das pernas inquietas também têm papel relevante nos distúrbios do sono, além do estado hormonal alterado nesse período e do próprio envelhecimento. Como a reposição hormonal é contra indicada em alguns casos, é crescente a busca do alívio dos sintomas por meio de terapias complementares, entre elas a massagem terapêutica. É conhecido o crescimento da medicina integrativa não apenas em países em desenvolvimento mas também em países como os Estados Unidos. Na década de 90, 425 milhões de americanos visitaram terapeutas alternativos e dispenderam 12 bilhões de dólares em intervenções de saúde não testadas criticamente .

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.