Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do perfil da expressão gênica ligada à resposta imune inata frente ao processo de regeneração nervosa

Processo: 09/04437-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 31 de julho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Isaias Glezer
Beneficiário:Umberto Crisafulli
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/53732-8 - Estudo da regeneração celular pós-lesão no sistema nervoso e avaliação da contribuição e dos aspectos funcionais de genes ligados à resposta imune inata, AP.JP
Assunto(s):Neurociências   Receptores toll-like   Lipopolissacarídeos   Imunidade inata   Regeneração nervosa   Expressão gênica

Resumo

O Sistema Nervoso (SN) é dotado de uma notável capacidade de interpretar informações sensoriais e organizar comportamentos necessários à sobrevivência do indivíduo e da espécie em ambientes complexos. Entretanto, a sua fragilidade o sujeita a lesões as quais são geralmente irreversíveis devido à sua limitada capacidade regenerativa. As células da glia (i.e., não nervosas) participam ativamente no processo regenerativo pós-lesão do encéfalo. Uma das funções da glia, especialmente da microglia, é mediar a resposta imune. Apesar desta constatação, não se sabe de maneira conclusiva se a ativação desta resposta tem impacto benéfico ou deletério para a integridade cerebral. Enquanto esta atividade elimina rapidamente patógenos e moléculas tóxicas, acredita-se que o processo inflamatório desencadeado paralelamente conduz à produção de espécies químicas reativas e à liberação de neurotoxinas, resultando em morte neuronal. A pesquisa em questão busca gerar ferramentas para esse esclarecimento através da caracterização do perfil de expressão gênica e de atividades celulares relacionadas à resposta imune inata condicionada a uma melhor ou pior recuperação nervosa, pois condições específicas podem determinar se a neuroinflamação contribui de forma negativa ou positiva em processos neurodegenerativos. Para este fim serão empregados métodos moleculares, bioinformáticos e histológicos que identificarão genes e células-alvo com respostas características mediante as condições de melhor ou pior regeneração celular/funcional.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CRISAFULLI, UMBERTO; XAVIER, ANDRE M.; DOS SANTOS, FABIANA B.; CAMBIAGHI, TAVANE D.; CHANG, SEO Y.; PORCIONATTO, MARIMELIA; CASTILHO, BEATRIZ A.; MALNIC, BETTINA; GLEZER, ISAIAS. Topical Dexamethasone Administration Impairs Protein Synthesis and Neuronal Regeneration in the Olfactory Epithelium. FRONTIERS IN MOLECULAR NEUROSCIENCE, v. 11, MAR 6 2018. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.