Busca avançada
Ano de início
Entree

Verificação da possível função biológica dos carotenóides e vitamina K biossintetizados pelas formas intraeritrocitárias de Plasmodium falciparum

Processo: 09/04152-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 30 de novembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Alejandro Miguel Katzin
Beneficiário:Heloisa Berti Gabriel
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Bioquímica   Protozoologia

Resumo

A malária é uma das principais e a mais disseminada das parasitoses humanas, se constituindo em um grave problema de saúde mundial, especialmente nos países africanos. Muitos esforços têm sido mobilizados nos últimos anos com o intuito de se desenvolver novas formas de tratamento e novos quimioterápicos contra a doença. A falta de uma vacina eficaz e o problema da resistência aos fármacos tem contribuído para o adiamento da solução do controle desta infecção.A busca de novos alvos biológicos tem se concentrado, em parte, na pesquisa e compreensão de novas vias metabólicas, muitas relacionadas ao metabolismo redox e ao sistema de defesa antioxidante do parasita, originado a partir da digestão da hemoglobina. Um exemplo são os carotenóides, produtos da biossíntese de isoprenóides e já caracterizados em P. falciparum. Estudos preliminares indicam que sua principal função nesses organismos seja a de proteção antioxidante, assim como observada a proteção antioxidante em plantas e cianobactérias. Em P. falciparum também foi identificada, a presença das duas formas da vitamina K (filoquinona e menaquinona), provenientes das vias do chiquimato e da via MEP, assim como a biossíntese ubiquinona (Ub7-8), que também é produto da biossíntese de isoprenóides por meio da via MEP nesse organismo. Estudos mostram a possível atividade exercida pela vitamina K como antioxidante em alguns organismos, sendo sua participação também essencial na cadeia respiratória em E. coli. Acredita-se que a ubiquinona tenha, juntamente com a menaquinona, em P. falciparum, algum envolvimento na cadeia respiratória. Este projeto tem como principal objetivo, verificar a(s) função(ões) fisiológica(s) dos carotenóides e vitamina K, compostos isoprênicos, previamente identificados e caracterizados, nos estágios intraeritrocitários de P. falciparum, dentre elas, função antioxidante e participação na cadeia respiratória. Ajudando assim à compreender mais sobre os mecanismos de sobrevivência de P. falciparum em ambiente sujeito ao constante estresse oxidadivo, potencializando assim, novos alvos para drogas antimaláricas.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
GABRIEL, Heloisa Berti. Caracterização da função biológica da vitamina K biossintetizada pelas formas intraeritrocitárias de Plasmodium falciparum.. 2011. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.