Busca avançada
Ano de início
Entree

CARACTERIZAÇÃO MOLECULAR E PATOGÊNICA DE ISOLADOS DE Colletotrichum spp. ASSOCIADOS À ANTRACNOSE EM MANGUEIRAS

Processo: 09/04225-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Antonio de Goes
Beneficiário:Andressa de Souza Pollo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Mangifera indica

Resumo

O Brasil é o terceiro maior produtor mundial de frutas e, dentre elas, a manga figura como uma das mais consumidas e apreciadas em todo o mundo. Porém, as perdas quantitativas e qualitativas ocasionadas pela antracnose, doença causada pelo fungo Colletotrichum spp., representam um grande entrave à produtividade, restringindo principalmente as exportações. O fungo ocorre em todos os órgãos da planta ocasionando lesões necróticas e de tamanho variado, inviabilizando o consumo da fruta. A literatura mundial refere-se, quase que na sua totalidade, à espécie C. gloeosporioides como agente causal da antracnose em mangueiras. Entretanto, no caso do Brasil, dada a diversidade de sintomas e as diferentes respostas aos tratamentos de controle suspeita-se do envolvimento de outra espécie, como já é conhecido em outros países. Colletotrichum acutatum, por exemplo, inclui-se no exemplo citado e, no caso do Brasil, o mesmo ocorre em vários hospedeiros, incluindo frutíferas, o que demonstra que as condições de ambiente do Brasil mostram-se favoráveis à sua ocorrência. Além disso, a variabilidade de isolados de C. gloeosporioides sugere a existência de grupos de especialização patogênica. Desta forma, este trabalho tem por objetivo a caracterização molecular de isolados de Colletotrichum associados aos sintomas de antracnose, em diferentes órgãos de mangueiras, de diferentes variedades, como Palmer e Tommy Atkins, e dos principais municípios produtores do Estado de São Paulo. Para tal, será empregada a técnica de fAFLP para análise da diversidade genética, enquanto que para a identificação das espécies será realizado o sequenciamento da região ITS1-5.8S-ITS2. Será também realizada a caracterização patogênica mediante aplicações de técnicas da fitopatologia clássica.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE SOUZA, A.; DELPHINO CARBONI, R. C.; WICKERT, E.; DE MACEDO LEMOS, E. G.; DE GOES, A. Lack of host specificity of Colletotrichum spp. isolates associated with anthracnose symptoms on mango in Brazil. PLANT PATHOLOGY, v. 62, n. 5, p. 1038-1047, OCT 2013. Citações Web of Science: 12.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
POLLO, Andressa de Souza. Caracterização molecular e patogênica de isolados de Colletotrichum spp. associados a sintomas de antracnose em mangueiras. 2011. 91 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias. Jaboticabal.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.