Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistema para Apoio ao Diagnóstico de Câncer de Colo do Útero Baseado em Técnicas Computacionais de Processamento e Análise de Imagens Citopatológicas

Processo: 09/04752-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Pesquisador responsável:Joaquim Cezar Felipe
Beneficiário:Gisele Helena Barboni Miranda
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Processamento de imagens   Neoplasias do colo uterino

Resumo

A citopatologia caracteriza-se pelo estudo das células e suas alterações causadas por doenças, configurando-se como um dos recursos diagnósticos mais importantes na prática médica. Atualmente, o principal método utilizado no diagnóstico citopatológico de imagens microscópicas, obtidas através de amostras em exames convencionais, é a avaliação visual do patologista, a qual se baseia na experiência do mesmo. O uso de técnicas de processamento computacional de imagens possibilita a identificação de elementos estruturais e a determinação de características inerentes, subsidiando o estudo da organização estrutural das células e suas variações patológicas, o que permite a obtenção de informações a respeito do estado funcional das mesmas. A utilização de métodos computacionais no auxílio ao diagnóstico visa a diminuir a subjetividade inerente ao processo de avaliação e classificação realizado pelo médico. Essa abordagem está inserida em uma nova e emergente subárea da Bioinformática, a Informática de Bioimagens (Bioimage Informatics). O presente projeto tem por objetivo a implementação de um sistema computacional para auxiliar o diagnóstico de câncer de colo de útero, baseado na aplicação de técnicas de processamento de imagens e de reconhecimento de padrões. O estudo, a avaliação e a aplicação destas técnicas sobre imagens digitais obtidas a partir de amostras citopatológicas extraídas do colo do útero permitirão a identificação automática de possíveis lesões provocadas por infecções ou por processos cancerígenos. Dessa forma, a ferramenta atuará como geradora de segunda opinião, no sentido de aumentar a precisão do diagnóstico fornecido pelo patologista.