Busca avançada
Ano de início
Entree

Plantas de cobertura e adubação nitrogenada em rotação de culturas: composição, decomposição, liberação de nutrientes dos resíduos vegetais e balanço do nitrogênio no sistema solo-planta

Processo: 09/05595-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2009
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Edson Cabral da Silva
Beneficiário:Edson Cabral da Silva
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/54502-9 - Plantas de cobertura e adubação nitrogenada em rotação de culturas: composição, decomposição, liberação de nutrientes dos resíduos vegetais e balanço do nitrogênio no sistema solo-planta, AP.JP
Assunto(s):Leguminosae   Adubo verde   Gramíneas

Resumo

RESUMOA decomposição dos resíduos vegetais de plantas de cobertura pode assumir importante papel no manejo da fertilidade do solo, possibilitando a elaboração de técnicas de cultivo que melhoram o aproveitamento dos nutrientes pelas culturas. Os objetivos deste estudo serão avaliar a dinâmica de decomposição dos resíduos de plantas de cobertura, a partir da sua composição orgânica e química, mensurando a liberação dos macronutrientes N, P, K, Ca, Mg e S, além de C, acumulados nos tecidos vegetais; avaliar os efeitos do uso de espécies de plantas de cobertura sobre a produtividade das culturas de arroz e milho, cultivadas em rotação sob plantio direto, na presença e ausência de adubação nitrogenada mineral de cobertura; avaliar o efeito residual e a recuperação do nitrogênio das plantas de cobertura e do fertilizante mineral no sistema solo-planta, utilizando-se a técnica da diluição isotópica com 15N. O estudo será desenvolvido na fazenda experimental da Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, UNESP, Selvíria-MS, em um Latossolo Vermelho distroférrico, fase cerrado, e as análises laboratoriais serão realizadas no CENA/USP. O delineamento experimental será o de blocos casualizados com 10 tratamentos e quatro repetições, dispostos em esquema fatorial 5 x 2. Os tratamentos compreenderão quatro espécies de plantas de cobertura de solo: crotalária juncea (Crotalaria juncea L.), guandu (Cajanus cajan (L.) Millsp.), mucuna verde (Mucuna prurens); milheto (Pennisetum glaucum L.) e a vegetação espontânea (testemunha); e presença e ausência de adubação nitrogenada de cobertura, aplicada às culturas de arroz e milho em rotação. Para caracterizar as espécies de cobertura, será estudada a sua composição orgânica nutricional (relação C/N, C/P, C/S; teores de lignina e polifenóis, relação lignina/N, polifenóis/N e os teores de N, P, K, Ca, Mg e S). A taxa de decomposição e de liberação de nutrientes será avaliada em sacos de tela de náilon ("litter bags") com malha de 2 mm de abertura, distribuídos aleatoriamente, logo após à semeadura do arroz, sobre as unidades experimentais, contendo uma quantidade de resíduos por área equivalente à de fitomassa produzida pela espécie vegetal correspondente. As coletas dos sacos serão realizadas aos 15, 30, 60, 90, 120, 180, 240 e 300 dias após a disposição no campo. Após a colheita do milho, será realizado o balanço do nitrogênio dos resíduos vegetais no sistema solo planta, considerando o aproveitamento do N das fontes orgânica e mineral pelo cultivo imediato (arroz) e pelo subseqüente (milho), o N contido no compartimento resíduo, o N liberado dos resíduos vegetais presente no compartimento solo (formas orgânica e mineral) e a diferença atribuída às possíveis perdas de ocorrência.