Busca avançada
Ano de início
Entree

Arte, Técnica e Política: a arquitetura régia de Juan de Herrera e o projeto político de Felipe II da Espanha (1572 - 1597)

Processo: 09/06462-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 31 de julho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Moderna e Contemporânea
Pesquisador responsável:Ana Paula Torres Megiani
Beneficiário:Camila Cristina Souza Lima
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/10367-0 - Dimensões do Império Português: investigação sobre as estruturas e dinâmicas do Antigo Sistema Colonial, AP.TEM
Assunto(s):Século XVI   Arquitetura   Cultura política   Espanha

Resumo

O presente projeto de pesquisa tem como tema a contribuição do arquiteto Juan de Herrera durante o reinado de Felipe II da Espanha. Herrera foi responsável pela finalização das obras do palácio-monastério de São Lourenço el real Del Escorial, um dos principais símbolos do reinado de Felipe II, peça de notável importância dentro do programa de construções empreendido pelo monarca com a fixação da capital em Madrid. Entendemos que os serviços desse arquiteto para a coroa se inserem em um momento de crescente centralidade da arquitetura e dos arquitetos nas preocupações dos monarcas espanhóis, sobretudo durante o reinado de Felipe II. Dessa maneira, procuraremos entender o uso a arquitetura traçada esse arquiteto, como modelo repetido ao longo dos territórios governados por Felipe II, ligada à discussões teóricas que envolvem estilo, técnica para a execução e simbologias políticas que se perpetuaram no tempo através de diversos relatos.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LIMA, Camila Cristina Souza. Arte, técnica e política: a arquitetura régia de Juan de Herrera e o projeto político de Felipe II da Espanha (1572 - 1597). 2012. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.