Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização da comunidade metanotrófica e de seus isolados provenientes de manguezais de Bertioga, estado de São Paulo

Processo: 09/06601-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 30 de junho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Vivian Helena Pellizari
Beneficiário:Débora Do Carmo Linhares
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/13910-6 - Biodiversidade e atividades funcionais de microrganismos de manguezais do estado de São Paulo, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Metano   Biblioteca genômica

Resumo

As bactérias metanotróficas são únicas em sua habilidade de poder utilizar metano como única fonte de carbono e energia, e acredita-se que estas formam uma espécie de barreira biológica ao gás metano, nos solos. Esse gás é um dos mais importantes para a manutenção do efeito estufa. Os manguezais, ecossistemas atualmente ameaçados, ocorrem no Brasil por quase toda a costa, são altamente produtivos, apresentam grande potencial de produção de metano, e sua diversidade microbiana é pouco estudada. O trabalho complementa os estudos do Projeto Temático - Biota FAPESP que propõe estudar a diversidade funcional de microorganismos em manguezais paulistas. O objetivo deste trabalho é verificar a ocorrência e caracterizar a comunidade e isolados de bactérias metanotróficas a serem pesquisadas em amostras de sedimento contaminado e não contaminado do manguezal de Bertioga. Pretende-se relacionar a diversidade obtida com os parâmetros ambientais, inclusive com as taxas de emissão/absorção de metano pelo sedimento. Os cultivos para o isolamento serão feitos em meio NMS salino, em frascos lacrados com atmosfera interna controlada com 10% de metano em ar atmosférico. O consumo de metano será constatado por cromatografia gasosa (GC/FID). A caracterização da comunidade, durante o cultivo, será realizada por DGGE. A analise filogenética da comunidade será acessada através da análise metagenômica a partir da construção de bibliotecas genômicas do gene funcional pmoA, exclusivo de metanotróficas, e cálculo de índices de diversidade. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.