Busca avançada
Ano de início
Entree

Abordagem sustentável da luz natural. Análise do desenho de vãos e eficiência dos vedos translúcidos e transparentes em edifícios das cidades de São Paulo, Berlim e Frankfurt am Main durante as últimas décadas do século XX e primeira do século XXI.

Processo: 09/07000-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 31 de julho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Maria Augusta Justi Pisani
Beneficiário:Erika Ciconelli de Figueiredo
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Instituto Presbiteriano Mackenzie. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Eficiência energética   Conforto ambiental   Iluminação natural

Resumo

Este projeto de pesquisa tem por finalidade estudar a luz resultante dos vãos dos edifícios de Estilo Internacional da cidade de São Paulo nos eixos da Avenida Paulista e Berrini e nas cidades de Berlim e Frankfurt, analisando o desempenho foto-térmico em aberturas empregadas nos edifícios selecionados. A abordagem será feita do ponto de vista da geometria da insolação e das tipologias de vidros. A questão térmica será tratada de forma colateral nesta dissertação.Embora a iluminação e ventilação natural dos edifícios sempre fizessem parte dos desafios enfrentados por arquitetos, após a década de 70, com o início da crise energética, esta questão ganhou maior importância. No entanto, não se observa muitos edifícios construídos com preocupações na economia de energia e no uso efetivo de recursos naturais. A luz natural deveria ser totalmente explorada desde a fase projetual para minimizar os impactos econômicos, de uso e manutenção dos edifícios. Outro ponto é a questão da importância da luz natural para o usuário do espaço. "O olho humano se adapta melhor à luz natural do que à artificial; portanto é melhor trabalhar com luz natural. A luz artificial não reproduz as cores da luz natural (tem espectro diferente), nem varia conforme as horas do dia." (CORBELLA & YANNAS, 2003, p.47) Serão analisados, com a metodologia descrita no item cinco deste projeto de pesquisa, edifícios de escritórios, da cidade de São Paulo, dos eixos da Avenida Paulista e Avenida Engenheiro Luis Carlos Berrini e edifícios nas cidades de Berlim e Frankfurt, Alemanha, com o foco na questão da iluminação natural e sua integração com a artificial. Foi escolhida a cidade de São Paulo por ser a cidade onde reside a autora, o que facilita as medições in loco dos estudos de caso e as cidades de Berlim e Frankfurt por conterem projetos bem sucedidos do ponto de vista do aproveitamento de recursos naturais para o funcionamento sustentável dos edifícios.