Busca avançada
Ano de início
Entree

Produtos alternativos para quebra de dormência e controle de doenças em uvas rústicas

Processo: 09/07070-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Luiz de Souza Corrêa
Beneficiário:Ana Paula dos Santos Santana
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Assunto(s):Fitopatologia

Resumo

As uvas de mesa em cultivo no Brasil podem ser divididas em dois grupos distintos: uvas rústicas e uvas finas. Devido à tecnologia desenvolvida para o cultivo na região, com condições climáticas de inverno seco e verão quente e chuvoso, com dupla poda anual de ramos lenhosos, a colheita dos frutos ocorre de junho a dezembro. Entretanto, os altos custos de implantação e de condução dos vinhedos exigem altas produtividades para tornar a atividade compensatória. A grande exigência de tratos culturais e fitossanitários, dos quais a mão-de-obra e os insumos representam em torno de 20 e 50%, respectivamente, do custo de produção, força alguns viticultores a buscarem alternativas para reduzir este custo, entre as quais, o uso de cv. Rústicas como a Niágara Rosada, reguladores vegetais e um programa de controle integrado de doenças de baixo impacto ambiental. Contudo, à necessidade de restringir cada vez mais o uso de substâncias sintéticas na condução dos pomares, preconizada por sistemas sustentáveis de produção de frutas, como na Produção Orgânica e Produção Integrada, torna a questão da quebra de dormência química de plantas frutíferas e controle fitossanitário um fator limitante para a atividade no Brasil, objetiva-se neste trabalho avaliar, em campo, laboratório e casa de vegetação, a eficácia Bioalho, Erger, com relação a eficiência do Dormex com relação a quebra de dormência; no controle integrado visa avaliar a eficácia de Ecolife40, Nutri-phite , fosfito de potássio, acibenzolar-S-methyl, quitosana, silicato de potássio, extratos aquosos e hidroetanólicos de melão-de-são-caetano e pacari, no controle do míldio (Plamopara viticola (Berk & Curtis) Berl. & de Toni)), do oídio (Uncinula necator Berk), da ferrugem (Phakpsora euvitis Ono) e da antracnose (Elsinoe ampelina (De Bary) Shear) da videira.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SANTANA, Ana Paula dos Santos. Produtos alternativos com atividade fungitóxica sobre patógenos da videira para quebra da dormência de gemas. 2011. 90 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Engenharia (Campus de Ilha Solteira). Ilha Solteira.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.