Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da ciclosporina A associada à infusão de nó-de-cachorro (Heteropterys aphrodisiaca, O. Mach, 1949) na próstata de ratos Wistar

Processo: 09/07824-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Mary Anne Heidi Dolder
Beneficiário:Karine Moura de Freitas
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Próstata   Ciclosporinas   Doenças autoimunes

Resumo

A Ciclosporina A (CsA) é uma droga com propriedades imunossupressivas, que vem sendo amplamente utilizada na terapia de transplantes de órgãos e no tratamento de algumas doenças auto-imunes. Porém sabe-se que esta droga causa graves efeitos colaterais, tanto em animais experimentais como em pacientes, dentre eles: severa nefrotoxicidade, hepatoxicidade, tremor, hipertensão, hiperlidemia, hipercalcemia, hipertricose e hiperplasia gengival. Além disso, sabe-se que a droga causa disfunção testicular, redução dos níveis plasmáticos de testosterona, levando a prejuízos na fertilidade do animal. Heteropterys aphrodisiaca (nó-de-cachorro), planta encontrada no cerrado de Mato Grosso, Goiás e norte de Minas Gerais, é conhecida popularmente com um dos mais famosos afrodisíacos do centro-oeste brasileiro e é comprovadamente benéfica aos testículos, podendo causar um aumento dos níveis plasmáticos de testosterona. H. aprhodisiaca atenua os efeitos negativos da CsA no testículo de ratos Wistar. Sendo assim, espera-se que o tratamento com CsA cause danos à próstata de ratos, uma vez que este órgão é andrógeno-dependente, e que H. aprhodisiaca seja benéfica a este órgão podendo até evitar os prejuízos causados pela CsA. Para análise do efeito da CsA e H. aprhodisiaca serão utilizados 50 ratos da linhagem Wistar, com 90 dias, divididos igualmente nos seguintes grupos: I) Controle (0,5mL/dia/animal de água destilada); II) Ciclosporina A (15mg/kg/dia diluída em 0,5mL de água); III) H. aphrodisiaca (0,5mL/animal/dia da infusão de H. aphrodisiaca); IV) Ciclosporina A + H. aphrodisiaca (tratamentos simultâneos nas dosagens acima citadas); V) Ciclosporina A + H. aphrodisiaca (em dias intercalados, nas dosagens acima citadas). Os animais serão tratados diariamente, durante 56 dias; 24 horas após o fim do experimento, os animais serão anestesiados e eutanasiados por aprofundamento da anestesia. O sangue será coletado por punção cardíaca, para a realização de dosagem de PSA (Antígeno Prostático Específico) e testosterona. Serão coletadas e dissecadas a próstata ventral e dorsal. Fragmentos serão processados e incluídos em resina, para análise em microscopia de luz, realizando-se morfometria e estereologia do órgão. Também serão realizadas a microscopia eletrônica e a análise destas micrografias. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FREITAS, KARINE M.; MONTEIRO, JULIANA C.; GOMES, MARCOS L. M.; TABOGA, SEBASTIAO R.; DOLDER, HEIDI. Heteropterys tomentosa (A. Juss.) infusion counteracts Cyclosporin a side effects on the ventral prostate. BMC COMPLEMENTARY AND ALTERNATIVE MEDICINE, v. 13, FEB 13 2013. Citações Web of Science: 5.
FREITAS, K. M.; MONTEIRO, J. C.; GOMES, M. L. M.; TABOGA, S. R.; DOLDER, H. Cyclosporin A causes impairment of the ventral prostate tissue structure of Wistar rats. HUMAN & EXPERIMENTAL TOXICOLOGY, v. 31, n. 12, p. 1262-1270, DEC 2012. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.