Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização dos mecanismos efetores da imunidade inata e adquirida no modelo de malária crônica em camundongos CD28KO infectados pelo Plasmodium chabaudi AS

Processo: 09/08559-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de novembro de 2009
Vigência (Término): 30 de abril de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Maria Regina D'Império Lima
Beneficiário:Henrique Borges da Silva
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Linfócitos T   Macrófagos   Plasmodium   Fagocitose   Imunidade inata

Resumo

Estima-se que a malária seja responsável por um milhão de mortes anuais, atingindo principalmente crianças. O sistema imune exerce uma contribuição fundamental na proteção contra a infecção pelo plasmódio, o agente causador da malária. Entre os mecanismos envolvidos no controle dos parasitas do sangue destacam-se aqueles mediados por anticorpos. Entretanto, dois estudos recentes realizados por nosso grupo de pesquisa indicam a participação de outros mecanismos efetores nessa resposta. O primeiro estudo destaca a importância, na resposta ao desafio, de linfócitos T CD4+ de memória que são gerados ao longo da infecção. Porém, os mecanismos efetores desencadeados por estas células ainda precisam ser caracterizados. O outro estudo, por sua vez, mostra um possível papel de mecanismos da imunidade inata no controle da parasitemia crônica, ainda que com uma cinética mais lenta em relação àquela observada na presença de linfócitos T e B de memória. Esse último estudo utilizou camundongos deficientes na molécula CD28 (CD28KO) infectados pelo P. chabaudi, que são incapazes de gerar linfócitos T e B de memória e apresentam níveis elevados de parasitemia crônica que se comporta segundo um padrão oscilatório. Nesses camundongos, os picos de parasitemia crônica são bastante elevados no início da doença e diminuem progressivamente com o passar do tempo, não sendo detectados parasitas ao redor de 100 dias após a infecção. O caráter oscilatório da parasitemia crônica nos camundongos CD28KO sugere que as células envolvidas na imunidade inata se ativam e desativam de forma repetitiva ao longo do tempo. Este fato sugere a possibilidade de que moléculas ativadoras e reguladoras da resposta imune sejam produzidas em ciclos sucessivos, permitindo o controle seguido da recrudescência da parasitemia. Considerando estes dois estudos, esse projeto tem como objetivo central caracterizar os mecanismos efetores pelos quais a parasitemia crônica e a resposta ao desafio pelo P. chabaudi AS são controladas. Para tanto, pretende-se avaliar: (1) A produção de fatores pró- e anti-inflamatórios que poderiam estar envolvidos na determinação do caráter oscilatório da parasitemia crônica em camundongos CD28KO; (2) Os mecanismos efetores mediados pela imunidade inata envolvidos na resposta à parasitemia crônica e ao desafio nesses camundongos, e (3) Os efeitos da presença de linfócitos T CD4+ de memória nas respostas imunes ao desafio pelo parasita, em camundongos CD28KO transferidos com populações linfocitárias de memória obtidas de animais C57BL/6. Como veremos a seguir, esses objetivos são plenamente condizentes com os trabalhos anteriores que vêm sendo desenvolvidos por nosso grupo de pesquisa que contam com o financiamento da FAPESP e do CNPq. Os resultados pretendidos nesse projeto deverão contribuir para a compreensão dos mecanismos envolvidos na imunidade contra a malária. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Estudo elucida mecanismo de resposta imune contra malária 

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA, HENRIQUE BORGES; DE SALLES, ERIKA MACHADO; LIMA-MAURO, ELIANA FAQUIM; SARDINHA, LUIZ ROBERTO; ALVAREZ, JOSE MARIA; D'IMPERIO LIMA, MARIA REGINA. CD28 deficiency leads to accumulation of germinal-center independent IgM(+) experienced B cells and to production of protective IgM during experimental malaria. PLoS One, v. 13, n. 8 AUG 27 2018. Citações Web of Science: 1.
DA SILVA, HENRIQUE BORGES; FONSECA, RAISSA; CASSADO, ALEXANDRA DOS ANJOS; DE SALLES, ERIKA MACHADO; DE MENEZES, MARIA NOGUEIRA; LANGHORNE, JEAN; PEREZ, KATIA REGINA; CUCCOVIA, IOLANDA MIDEA; RYFFEL, BERNHARD; BARRETO, VASCO M.; FARIAS MARINHO, CLAUDIO ROMERO; BOSCARDIN, SILVIA BEATRIZ; ALVAREZ, JOSE MARIA; D'IMPERIO-LIMA, MARIA REGINA; TADOKORO, CARLOS EDUARDO. In Vivo Approaches Reveal a Key Role for DCs in CD4+T Cell Activation and Parasite Clearance during the Acute Phase of Experimental Blood-Stage Malaria. PLOS PATHOGENS, v. 11, n. 2 FEB 2015. Citações Web of Science: 19.
DA SILVA, HENRIQUE BORGES; DE SALLES, ERIKA MACHADO; PANATIERI, RAQUEL HOFFMANN; BOSCARDIN, SILVIA BEATRIZ; RODRIGUEZ-MALAGA, SERGIO MARCELO; ALVAREZ, JOSE MARIA; D'IMPERIO LIMA, MARIA REGINA. IFN-gamma-Induced Priming Maintains Long-Term Strain-Transcending Immunity against Blood-Stage Plasmodium chabaudi Malaria. JOURNAL OF IMMUNOLOGY, v. 191, n. 10, p. 5160-5169, NOV 15 2013. Citações Web of Science: 17.
MOREIRA, VANESSA; TEIXEIRA, CATARINA; DA SILVA, HENRIQUE BORGES; D'IMPERIO LIMA, MARIA REGINA; DOS-SANTOS, MARIA CRISTINA. The crucial role of the MyD88 adaptor protein in the inflammatory response induced by Bothrops atrox venom. Toxicon, v. 67, p. 37-46, JUN 1 2013. Citações Web of Science: 12.
MOREIRA, VANESSA; DOS-SANTOS, MARIA CRISTINA; NASCIMENTO, NEIDE GALVAO; DA SILVA, HENRIQUE BORGES; FERNANDES, CRISTINA MARIA; D'IMPERIO LIMA, MARIA REGINA; TEIXEIRA, CATARINA. Local inflammatory events induced by Bothrops atrox snake venom and the release of distinct classes of inflammatory mediators. Toxicon, v. 60, n. 1, p. 12-20, JUL 2012. Citações Web of Science: 33.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Henrique Borges da. Mecanismos efetores da resposta imune à malária experimental.. 2014. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.