Busca avançada
Ano de início
Entree

Isolamento e caracterização de uma proteína de 110 kDa, marcadora da linhagem de mastócitos

Processo: 09/10753-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 31 de julho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Constance Oliver
Beneficiário:Elaine Zayas Marcelino da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia celular   Mastócitos   Mastocitose

Resumo

Os mastócitos são células efetoras multifuncionais do sistema imune, que participam de processos alérgicos e inflamatórios, doenças auto-imunes, do sistema gastrointestinal, cardiovascular e nervoso. Os mastócitos se originam de um precursor agranulado residente na medula óssea. Células progenitoras granuladas migram, através da corrente sanguínea, da medula óssea para tecidos periféricos, onde amadurecem influência de fatores do microambiente. Estudos do nosso laboratório identificaram o mAb BGD6 que é um marcador específico para a linhagem de mastócitos, reconhecendo desde o precursor até mastócitos maduros. Este anticorpo imunoprecipita uma proteína de 110 kDa e co-precipita o receptor de baixa afinidade para IgG, Fc³RIIB (CD32B), presentes na superfície de mastócitos. O mAb BGD6 se liga à superfície dos mastócitos através de sua porção Fab e essa interação é estabilizada pela ligação de sua porção Fc com Fc³RIIB. O presente estudo se propõe a identificar e caracterizar a proteína de 110 kDa responsável pela ligação de mAb BGD6 à superfície dos mastócitos. Também, irá investigar proteínas homólogas humanas com objetivo de identificar um marcador precursor de mastócitos em seres humanos. Este marcador servirá de ferramenta no prognóstico e diagnóstico precoce de doenças que envolvem mastócitos. Ainda, será investigada se a interação entre mAb BGD6 e a superfície de mastócitos pode interferir na liberação de mediadores. Estes achados irão contribuir para o melhor entendimento do papel dos mastócitos em condições normais e patológicas.