Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da exeqüibilidade da técnica e da taxa de gestação de quimeras bovinas: agregação entre o trofectoderma, produzido in vivo, com a massa celular interna oriunda da produção in vitro ou de raça termossensível

Processo: 09/10679-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Marcelo Fábio Gouveia Nogueira
Beneficiário:Isabele Picada Emanuelli
Instituição Sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/06491-2 - Quimerismo embrionário nas espécies murina e bovina: interação da massa celular interna, de embriões produzidos in vivo, com embriões receptores produzidos in vitro, AP.JP
Assunto(s):Técnicas in vitro
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:embrião bovino | embrião murino | produção in vitro | quimerismo embrionário | quimerismo por agregação | raça bovina termossensível | Micromanipulação embrionária

Resumo

A miscigenação de células, oriundas de dois ou mais genitores paternos e maternos (quimera), tem sido estudada como ferramenta para o entendimento da embriogênese, organogênese, imunologia e da capacidade em gerar tipos celulares especializados oriundos dos 3 folhetos embrionários (pluripotência). Na produção de embriões quiméricos, uma possibilidade seria a manipulação da relação entre as populações de células tronco embrionárias (CTE) e da massa celular interna (MCI) do embrião receptor, com o intuito de aumentar - ou mesmo substituir integralmente - a participação das CTE na linhagem das células sexuais. O desenvolvimento do embrião bovino - durante os estágios pré-implantacional - é muito suscetível aos efeitos deletérios do estresse térmico calórico (ETC), quer o ETC seja realizado in vivo ou in vitro. Além disso, outros efeitos prejudiciais aos embriões bovinos nessas fases, seriam aqueles de causa iatrogênica, oriundos dos próprios sistemas de produção in vitro. Devido à sinalização materno-embrionário (reconhecimento materno da gestação) ser mediada pela secreção do interferon-tau (IFN-t) - o qual é secretado pelo trofectoderma do embrião bovino - a utilização de embriões reconstruídos com trofectodermas produzidos in vivo e a partir de raças termorresistentes (p.ex.; Nelore), seria potencialmente benéfico para os efeitos deletérios supracitados. Com o intuito de induzir o quimerismo em embriões bovinos, primeiramente será avaliada a exeqüibilidade, em um modelo animal (Mus musculus), da técnica de micromanipulação e de agregação, in vitro, do trofectoderma com a MCI. Comprovada a exeqüibilidade na espécie murina, será avaliada a taxa de gestação de quimeras bovinas mediante a agregação in vitro do trofectoderma (produzido in vivo e oriundo de Bos indicus) com a MCI produzida in vitro (Bos indicus; Grupo T) ou com a MCI oriunda de raça termossensível, como a Holandesa Preta e Branca (Bos taurus, produção in vivo; Grupo R). Como grupos controle, serão avaliadas as taxas de gestação de embriões produzidos in vitro e Bos indicus (Grupo CT), bem como de embriões produzidos in vivo de Bos taurus (Grupo CR).

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Patente(s) depositada(s) como resultado deste projeto de pesquisa

MÉTODO DE GERAÇÃO DE EMBRIÕES E MULTIPLICAÇÃO DE LINHAGENS CELULARES POR INCORPORAÇÃO DE CÉLULAS PLURIPOTENTES EM TROFECTODERME BR1020200257749 - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) . MARCELO FÁBIO GOUVEIA NOGUEIRA; FABIANA FERNANDES BRESSAN; FLÁVIO VIEIRA MEIRELLES; ISABELE PICADA EMANUELLI - 16 de dezembro de 2020