Busca avançada
Ano de início
Entree

A estrutura trófica da ictiofauna de riachos reflete a estrutura física do habitat?

Processo: 09/11169-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Pesquisador responsável:Lilian Casatti
Beneficiário:Jaquelini de Oliveira Zeni
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Alimentação   Conservação   Riachos   Ictiologia

Resumo

Neste projeto será investigada a relação do componente estrutural do hábitat com a estrutura trófica da ictiocenose de riachos. Para tal, foram traçados quatro objetivos: (i) determinar a diversidade de itens alimentares autóctones e alóctones na dieta da ictiofauna em riachos estruturalmente simplificados (SIM) e não simplificados (NSIM); (ii) determinar a frequência de ocorrência e a dominância de cada item alimentar na dieta da ictiofauna nos riachos SIM e NSIM e identificar as guildas tróficas; (iii) determinar a composição, abundância, biomassa e amplitude de nicho trófico para cada guilda trófica nos riachos SIM e NSIM; (iv) investigar se os dois grupos de riachos (SIM e NSIM) diferem quanto à estrutura trófica de suas comunidades e determinar em quais aspectos se concentram as principais diferenças. Foram selecionados, dentro de um conjunto de riachos já amostrado durante a vigência do Auxílio à Pesquisa FAPESP ("Avaliação da integridade biótica dos riachos da região noroeste do Estado de São Paulo, bacia do Alto Paraná, utilizando comunidades de peixes"), 90 trechos de riachos que, em suma, se enquadram em dois grupos com diferentes padrões estruturais: um internamente mais simplificado, ocupado por gramíneas e substrato composto majoritariamente por areia (SIM, n = 45), e outro apresentando maior diversidade de substratos, com argila, cascalhos, pedras e material proveniente da vegetação ripária (NSIM, n = 45). As espécies (26 do grupo SIM e 27 do grupo NSIM) que estão representadas por mais de dez exemplares em cada riacho terão seu conteúdo estomacal analisado e serão classificadas em guildas tróficas. Posteriormente, os valores de abundância, biomassa e amplitude de nicho serão comparados entre os dois grupos de riachos por meio de 'box-plots'. Para testar se estas diferenças são significativas, será aplicado o teste t, com nível de significância de 0,05, após constatação da homogeneidade das variâncias pelo teste de Levene. As matrizes de similaridade serão construídas utilizando-se o índice de similaridade de Bray-Curtis com dados de abundância e biomassa de cada guilda e comparadas através da rotina Relate no programa estatístico Primer 6.0. Dentre as opções disponíveis para esta análise, será empregado o coeficiente de Spearman com 999 permutações. Adicionalmente, se houver diferença entre a estrutura trófica dos dois conjuntos amostrais será discriminado quais são as guildas com maior contribuição (em abundância e biomassa) para a explicação destas diferenças, utilizando a rotina SIMPER no programa estatístico Primer 6.0. Desta forma, espera-se associar a estrutura trófica com a heterogeneidade estrutural do hábitat e demonstrar a importância da integridade interna do riacho para alguns aspectos da alimentação de peixes em riachos.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CASATTI, LILIAN; TERESA, FABRICIO BARRET; GONCALVES-SOUZA, THIAGO; BESSA, EDUARDO; MANZOTTI, ANGELO RODRIGO; GONCALVES, CRISTINA DA SILVA; ZENI, JAQUELINI DE OLIVEIRA. From forests to cattail: how does the riparian zone influence stream fish?. Neotropical Ichthyology, v. 10, n. 1, p. 205-214, JAN-MAR 2012. Citações Web of Science: 40.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ZENI, Jaquelini de Oliveira. A estrutura trófica da ictiofauna de riachos reflete a estrutura física do habitat?. 2012. 44 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista. Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas. São José do Rio Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.