Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da expressão dos genes Polo-like quinases em linhagens e amostras de glioblastoma

Processo: 09/11053-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Luiz Gonzaga Tone
Beneficiário:Julia Alejandra Pezuk
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Oncologia   Glioblastoma   Expressão gênica

Resumo

O Glioblastoma multiforme (GBM) é um dos tumores mais agressivos do sistema nervoso central (SNC), e entre as diversas neoplasias possui uns dos piores prognósticos. Caracteriza-se por um crescimento descontrolado das células, uma elevada heterogeneidade celular e alterações genéticas complexas, que refletem uma alta instabilidade genômica. Apesar das novas estratégias de tratamento e dos atuais avanços no entendimento da biologia do tumor, esta neoplasia continua tendo uma sobrevida média menor que um ano. Entre os vários alvos terapêuticos estudados para o tratamento do GBM estão as Polo-like quinases. A família das Polo-Like quinases é composta por quatro membros de quinases serina/treonina: PLK1, PLK2, PLK3 e PLK4, que desempenham papéis fundamentais no controle do ciclo celular. Vários estudos demonstraram que o gene PLK1 está hiperexpresso em diferentes tipos de neoplasias, sendo correlacionado com o prognóstico e o grau de malignidade de alguns tipos de canceres. Ainda não há relatos na literatura sobre alterações na expressão do PLK2, no entanto os genes PLK3 e PLK4 apresentam-se hipoexpressos em alguns tipos de neoplasias. No presente trabalho será avaliada a expressão dos genes da família PLK em amostras provenientes de pacientes portadores de GBM, diagnosticados no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (HC-FMRP-USP), e serão analisados os efeitos da inibição destes genes nas linhagens celulares de GBM e cultivos primários, por meio da utilização do inibidor BI 2536. Além disso, serão avaliados diferentes parâmetros celulares como viabilidade, apoptose, ciclo celular e capacidade clonogênica que contribuirão para uma maior compreensão dos efeitos da inibição das PLKs em Glioblastomas.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PEZUK, J. A.; BRASSESCO, M. S.; MORALES, A. G.; DE OLIVEIRA, J. C.; DE PAULA QUEIROZ, R. G.; MACHADO, H. R.; CARLOTTI, JR., C. G.; NEDER, L.; SCRIDELI, C. A.; TONE, L. G. Polo-like kinase 1 inhibition causes decreased proliferation by cell cycle arrest, leading to cell death in glioblastoma. Cancer Gene Therapy, v. 20, n. 9, p. 499-506, SEP 2013. Citações Web of Science: 30.
PEZUK, JULIA ALEJANDRA; BRASSESCO, MARIA SOL; MORALES, ANDRESSA GOIS; DE OLIVEIRA, JAQUELINE CARVALHO; DE OLIVEIRA, HARLEY FRANCISCO; SCRIDELI, CARLOS ALBERTO; TONE, LUIZ GONZAGA. Inhibition of Polo-Like Kinase 1 Induces Cell Cycle Arrest and Sensitizes Glioblastoma Cells to Ionizing Radiation. CANCER BIOTHERAPY AND RADIOPHARMACEUTICALS, v. 28, n. 7, p. 516-522, SEP 2013. Citações Web of Science: 13.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.