Busca avançada
Ano de início
Entree

Relações de gênero, sexualidade e homofobia: um estudo sobre as políticas de formação docente continuada no Governo Lula

Processo: 09/11392-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2010
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação
Pesquisador responsável:Cláudia Pereira Vianna
Beneficiário:Liane Kelen Rizzato
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sociologia educacional   Política educacional   Formação continuada do professor   Sexualidade   Homofobia

Resumo

Este projeto de pesquisa tem por objetivo examinar uma das ações originárias do programa federal Brasil sem Homofobia: programa de combate à violência e à discriminação contra GLTB e de promoção da cidadania homossexual, desenvolvida e implementada por uma parceria formada por duas organizações não-governamentais junto a educadores/as da rede estadual de ensino. Propõe-se assim a avaliar as ações realizadas por Ecos-Comunicação em Sexualidade e CORSA-Cidadania, Orgulho, Respeito, Solidariedade e Amor, cujo plano de trabalho foi aprovado em edital do Ministério da Educação/SECAD (Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade) para a seleção de projetos de formação docente continuada em "Diversidade Sexual" e "Igualdade de Gênero". O estudo aqui proposto se desdobra em duas etapas. Num primeiro momento, serão levantadas informações a respeito da formação docente continuada propriamente dita realizada em 2007 na cidade de São Paulo. Para tal, além da leitura e análise do edital do MEC/SECAD, do projeto de formação continuada aprovado e dos relatórios de atividades do curso, serão feitas entrevistas com a equipe técnica que elaborou e executou o projeto. Num segundo momento, será realizado grupo focal com educadores/as que participaram do curso e que apresentam posições divergentes sobre um possível aproveitamento ou não das reflexões trazidas pela formação continuada em sua prática docente na escola. A partir da discussão realizada serão exploradas questões que procurem verificar qual o tipo de formação ministrada; como essas políticas de formação continuada chegam ou não na escola e quais os impedimentos e/ou motivações para o aprimoramento das práticas docentes com base nas informações recebidas. Palavras-Chave: Gênero, Sexualidade, Política Educacional, Formação docente continuada, Homofobia.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RIZZATO, Liane Kelen. Percepções de professores/as sobre gênero, sexualidade e homofobia: pensando a formação continuada a partir de relatos da prática docente. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Educação São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.