Busca avançada
Ano de início
Entree

Virtude, direito, moralidade e justiça em Schopenhauer

Processo: 09/12149-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Pesquisador responsável:Oswaldo Giacoia Junior
Beneficiário:Felipe dos Santos Durante
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Ética (filosofia)   Direito   Doutrina

Resumo

O objetivo geral desta pesquisa é perscrutar a doutrina do Direito (Rechtslehre) de Arthur Schopenhauer (1788-1860), i.e., elucidar e compreender sua fundamentação, sua formulação (como o filósofo de Frankfurt consegue utilizar e assimilar fontes antitéticas, como Thomas Hobbes e Jean-Jacques Rousseau?), o diálogo estabelecido com a tradição - como Schopenhauer lê essa tradição -, as conseqüências engendradas por essa doutrina, e sua inserção sistemática na filosofia schopenhaueriana. Esse esforço compreende quatro etapas: (I) exegese dos textos schopenhauerianos em que a doutrina do Direito é formulada; (II) freqüentar os textos que influenciaram a filosofia schopenhaueriana na formulação dessa doutrina para entender o diálogo que ele trava com essa tradição; (III) buscar nos manuscritos póstumos de Schopenhauer as anotações que serviram como base para formulação de sua doutrina do direito; e (IV) elucidar e compreender a teoria da ação (conhecida também por teoria sobre a liberdade da Vontade), i.e., compreender como Schopenhauer fundamenta os conceitos de imputabilidade e de responsabilidade (Verantwortlichkeit). Espera-se, ao desenvolver as etapas supracitadas, explicitar a relação da doutrina do direito com a moral - tal como pensada por Schopenhauer -, entender o papel específico da teoria da justiça dentro do sistema filosófico de Schopenhauer, e como ela se relaciona com a tradição. Tal percurso permitirá o melhor entendimento da argumentação que constitui a formulação da teoria do direito schopenhaueriana, bem como da sua ética, que é para esse filósofo a parte mais importante da filosofia. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
DURANTE, Felipe dos Santos. Virtude, direito, moralidade e justiça em Schopenhauer. 2012. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.