Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos indiretos de predadores e de herbívoros florais e foliares no comportamento de polinizadores e sucesso reprodutivo de Rubus rosifolius

Processo: 09/11874-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Teórica
Pesquisador responsável:Gustavo Quevedo Romero
Beneficiário:Pablo Augusto Poleto Antiqueira
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/13658-5 - Associações entre aranhas e plantas: história natural, interações multitróficas e mutualismos, AP.JP
Assunto(s):Polinização   Predação

Resumo

Vários fatores abióticos e bióticos influenciam no sucesso reprodutivo das plantas. Em populações naturais plantas com flores interagem simultaneamente tanto com mutualistas (e.g., polinizadores) como antagonistas, como herbívoros foliares e florais, saqueadores de pólen e predadores de sementes. Herbívoros florais e foliares podem decrescer aptidão da planta por efeitos diretos e indiretos. Dentre os efeitos indiretos estão (i) o atraso do período de floração, (ii) redução do número de flores, (iii) decréscimo no tamanho da flor, (iv) redução na qualidade ou quantidade das recompensas ao polinizador, (v) além de alterar a simetria/morfologia floral. Além disso, predadores sobre flores podem decrescer sucesso reprodutivo da planta pela captura de polinizadores ou por tornar flores menos atrativas pelo aumento do risco de predação. Nesse estudo testaremos os efeitos de aranhas reais mortas e aranhas artificiais nos comportamentos de visitantes florais. Além disso, manipularemos efeitos de herbivoria floral, foliar e presença de predadores em desenho fatorial para testar interações entre estes fatores nos comportamentos de visitantes florais e aptidão da planta. Especificamente serão respondidas as seguintes questões: (1) Herbivoria floral e predadores decrescem a visita de polinizadores e consequentemente a aptidão da planta? (2) Herbivoria foliar interfere na simetria da flor e/ou altera o tamanho desta com consequência para a aptidão da planta? (3) Diferentes táxons de polinizadores reconhecem de forma diferente flores de plantas com danos de herbivoria foliar ou floral (por alteração na simetria da flor) em associação com o risco de predação por aranhas da família Thomisidae?

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
POLETO ANTIQUEIRA, PABLO AUGUSTO; ROMERO, GUSTAVO QUEVEDO. Floral asymmetry and predation risk modify pollinator behavior, but only predation risk decreases plant fitness. Oecologia, v. 181, n. 2, p. 475-485, JUN 2016. Citações Web of Science: 8.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ANTIQUEIRA, Pablo Augusto Poleto. Efeitos indiretos de predadores e de herbívoros florais e foliares no comportamento de visitantes florais e sucesso reprodutivo de Rubus rosifolius. 2012. 96 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista. Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas. São José do Rio Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.