Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização das subpopulações de monócitos M1 e M2 e associação com produção de citocinas em gestantes portadoras de pré-eclâmpsia

Processo: 09/11924-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Maria Terezinha Serrão Peraçoli
Beneficiário:Leonardo Teixeira Lopes de Medeiros
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Gravidez   Monócitos   Pré-eclâmpsia

Resumo

Monócitos do sangue periférico de gestantes portadoras de pré-eclâmpsia encontram-se ativados endogenamente e secretam níveis elevados de radicais livres e citocinas inflamatórias. Este projeto tem como objetivos: 1) avaliar se o estado inflamatório de monócitos, observado na pré-eclâmpsia, está associado à polarização da subpopulação de monócitos de perfil M1 no sangue periférico, correlacionando a expressão de receptores de superfície CD64, TLR2, TLR4 (monócitos M1) e CD163 e CD206 (monócitos M2) com a produção de citocinas; 2) Diferenciar pré-eclâmpsia precoce e tardia pela caracterização de monócitos M1 e M2. Serão estudadas 90 gestantes, sendo 30 normotensas e 60 portadoras de pré-eclâmpsia, pareadas pela idade gestacional. As gestantes com pré-eclâmpsia serão classificadas de acordo com o aparecimento das manifestações clínicas antes de 34 semanas de gestação (pré-eclâmpsia precoce) e a partir de 34 semanas de gestação (pré-eclâmpsia tardia). Monócitos de sangue periférico obtidos de gestantes normais ou com pré-eclâmpsia serão avaliados quanto à expressão de receptores presentes na superfície da subpopulação de monócitos inflamatórios M1 (TLR2, TLR4 e CD64-receptor FcgRI) e na subpopulação de monócitos supressores M2 (MR-receptor de manose e CD163-receptor scavenger) por meio de citometria de fluxo, empregando-se anticorpos monoclonais específicos, marcados com fluorocromos. Além disso, a produção de citocinas pró-inflamatórias associadas a padrão M1 (TNF-alfa, IL-6, IL-12 e IL-23) e anti-inflamatórias, associadas a perfil M2 (TGF-beta1 e IL-10) será avaliada no sobrenadante de cultura de monócitos obtido após 4h e 18 h de incubação na ausência ou presença de lipopolissacáride de Escherichia coli (LPS) ou de peptidoglicano (PG) de bactéria Gram-positiva pela técnica de ELISA. A pesquisa da expressão dos marcadores de superfície será realizada em três períodos: após a coleta do sangue e separação dos monócitos (expressão endógena) e após 4h e 18h de cultivo com LPS ou PG (expressão estimulada). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MEDEIROS, LEONARDO T. L.; PERACOLI, JOSE C.; BANNWART-CASTRO, CAMILA F.; ROMAO, MARIANA; WEEL, INGRID C.; GOLIM, MARJORIE A.; DE OLIVEIRA, LEANDRO G.; KUROKAWA, CILMERY S.; MEDEIROS BORGES, VERA T.; PERACOLI, MARIA T. S. Monocytes from Pregnant Women with Pre-Eclampsia are Polarized to a M1 Phenotype. American Journal of Reproductive Immunology, v. 72, n. 1, p. 5-13, JUL 2014. Citações Web of Science: 25.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MEDEIROS, Leonardo Teixeira Lopes de. Caracterização das subpopulações de monócitos M1 e M2 e associação com produção de citocinas em gestantes portadoras de pré-eclâmpsia. 2011. 70 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Medicina. Botucatu.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.