Busca avançada
Ano de início
Entree

Terra negra dè quilombo: arqueologia da resistência e etnoarqueologia N‚O território Mandira, baixo Vale Ribeira

Processo: 09/12355-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Histórica
Pesquisador responsável:Fabíola Andréa Silva
Beneficiário:Fabio Guaraldo Almeida
Instituição-sede: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Palimpsesto   Arqueologia pública   Etnoarqueologia   Cultura material

Resumo

Apesar dos diversos estudos antropológicos em comunidades auto-definidas e reconhecidas como remanescentes de quilombo, ainda são incipientes no Brasil as pesquisas etnoarqueológicas sobre essas comunidades. Os trabalhos arqueológicos sobre populações de negros escravos no continente americano estudam principalmente a cultura material tendo como foco a tensão entre colonizadores e colonizados, objetivando identificar as agências dessa população, suas intenções, formas de resistências, tradições e distintas práticas pelas quais negociaram suas identidades e comunidades. Com esse desafio, o caminho sugerido pelo presente projeto para contribuir com a arqueologia da resistência escrava é a realização de um estudo etnoarqueológico em uma comunidade historicamente dedicada à resistência: o quilombo Mandira, no município de Cananéia.Esse projeto foi concebido com o pressuposto de que a Arqueologia pode contribuir para o entendimento dos processos de continuidades, mudanças e rupturas na trajetória histórica de diferentes populações que ocuparam e ocupam o território hoje reconhecido como Quilombo Mandira. Sabendo que diversas identidades e histórias se sucederam e até mesmo co-existiram neste território, é o conhecimento deste palimpsesto de ocupações, abandonos e re-ocupações territoriais, que procuramos alcançar. Para isso, consideramos as interpretações dos próprios quilombolas fator indispensável na análise explicativa desse processo histórico e cultural, tecendo a prática de uma Arqueologia Pública e Comunitária, a partir de uma proposta de pesquisa multivocal e interdisciplinar entre arqueologia, antropologia e história.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ALMEIDA, Fabio Guaraldo. Terra de Quilombo: arqueologia da resistência e etnoarqueologia no território Mandira, município de Cananéia/SP. 2012. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Museu de Arqueologia e Etnologia São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.