Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da saliva de Aedes aegypti sobre a diferenciação, maturação e função de células dendríticas

Processo: 09/12247-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2010
Vigência (Término): 31 de março de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Anderson de Sá Nunes
Beneficiário:Bruna Bizzarro
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/09892-6 - Imunoma funcional da saliva de Aedes aegypti, AP.JP
Assunto(s):Vetores de doenças   Febre amarela   Dengue   Febre de Chikungunya   Aedes aegypti   Saliva   Células dendríticas   Linfócitos T   Citocinas   Hemostasia   Imunomodulação

Resumo

Mosquitos são os vetores de patógenos humanos mais importantes, transmitindo um amplo espectro de doenças infecciosas emergentes e re-emergentes. Nesse cenário, o mosquito Aedes aegypti está entre as espécies mais relevantes, sendo o vetor de doenças como a febre amarela, a febre Chikungunya e a dengue, onde mais da metade da população do planeta vive em áreas de risco de infeção com essas doenças. Para se alimentar com sucesso, os mosquitos hematófagos encontram dois grandes desafios pela frente após a ruptura física da pele: a) a barreira da hemostasia e; b) o sistema imunológico dos hospedeiros. Durante a evolução, esses insetos desenvolveram um coquetel salivar com um arsenal de moléculas apresentando diferentes efeitos farmacológicos. Porém, enquanto as atividades anti-hemostáticas da saliva de vetores hematófagos estão mais bem compreendidas, muito pouco se sabe sobre seus efeitos na imunidade. Diversos trabalhos vêm demonstrando que a saliva de vetores tem um papel essencial na transmissão de patógenos, confirmando sua atividade imunomoduladora. Entretanto, os mecanismos pelos quais a saliva atua na imunidade ainda estão começando a ser desvendados e no caso do Ae. aegypti, muito pouco se sabe. Esse projeto se propõe a investigar as atividades da saliva desse mosquito vetor sobre a diferenciação, maturação e função das células dendríticas. Considerando a relevância dessas células na comunicação entre a imunidade inata e adquirida, os resultados gerados por esse trabalho devem contribuir com o entendimento de como a saliva de Ae. aegypti atua na imunidade de seus hospedeiros e consequentemente seu papel na transmissão de doenças. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BARROS, MICHELE S.; GOMES, ELIANE; GUERONI, DANIELE I.; RAMOS, ANDERSON D.; MIROTTI, LUCIANA; FLORSHEIM, ESTHER; BIZZARRO, BRUNA; LINO, CIRO N. R.; MACIEL, CERES; LINO-DOS-SANTOS-FRANCO, ADRIANA; TAVARES-DE-LIMA, WOTHAN; CAPURRO, MARGARETH L.; RUSSO, MOMTCHILO; SA-NUNES, ANDERSON. Exposure to iBites Induces a Mixed-Type Allergic Response following Salivary Antigens Challenge in Mice. PLoS One, v. 11, n. 5 MAY 20 2016. Citações Web of Science: 1.
BIZZARRO, BRUNA; BARROS, MICHELE S.; MACIEL, CERES; GUERONI, DANIELE I.; LINO, CIRO N.; CAMPOPIANO, JULIA; KOTSYFAKIS, MICHALIS; AMARANTE-MENDES, GUSTAVO P.; CALVO, ERIC; CAPURRO, MARGARETH L.; SA-NUNES, ANDERSON. Effects of Aedes aegypti salivary components on dendritic cell and lymphocyte biology. PARASITES & VECTORS, v. 6, NOV 15 2013. Citações Web of Science: 21.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BIZZARRO, Bruna. Efeito da saliva de Aedes aegypti sobre a diferenciação, maturação e função de células dendríticas e na proliferação de linfócitos T.. 2012. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.