Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da atividade proteolítica da dentina humana sadia e afetada por cárie

Processo: 09/13652-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2010
Vigência (Término): 31 de agosto de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Marcela Rocha de Oliveira Carrilho
Beneficiário:Cristina de Mattos Pimenta Vidal
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/54618-4 - Avaliação da atividade de colagenases na degradação da dentina humana tratada por procedimentos restauradores adesivos, AP.JP
Assunto(s):Metaloproteinases da matriz

Resumo

O conceito atual de tratamento restaurador baseia-se no princípio de "mínima invasão", com remoção apenas do tecido cariado e manutenção da dentina afetada por cárie não contaminada. No entanto, mesmo que a união dos compósitos de resina em dentina afetada por cárie tenha sido possibilitada pelo uso dos sistemas adesivos atuais, os valores de resistência de união obtidos para este substrato são inferiores aos encontrados em dentina sadia. A formação de uma camada híbrida efetiva em dentina afetada por cárie parece ser significativamente prejudicada pelas próprias características estruturais desse substrato, o que pode refletir na abreviação da vida útil das restaurações adesivas realizadas sobre tal substrato. Uma hipótese que começa a ser fortemente considerada para explicar a rápida degradação das restaurações adesivas tem como base a atividade proteolítica da dentina. Nesse contexto, a degradação da camada híbrida se daria pela desestruturação do colágeno exposto em função da atividade de enzimas derivadas do hospedeiro, como sugerido em estudos realizados sobre a dentina humana sadia hibridizada com sistema adesivos convencionais (etch-and-rinse). No entanto, dúvidas remanescem com relação ao papel desse mecanismo na falha prematura de restaurações quando estas são inseridas sobre dentina afetada por cárie. O objetivo deste estudo é avaliar por métodos bioquímicos o grau de solubilização da matriz orgânica da dentina humana afetada por cárie, verificando a atividade proteolítica deste substrato em comparação à dentina sadia e, paralelamente, identificar a presença de proteases na matriz de ambos os substratos utilizando-se métodos imuno-histoquímicos. As hipóteses a serem testadas são de que 1) o grau de solubilização da matriz de dentina desmineralizada afetada por cárie é diferente daquele verificado para dentina sadia e 2) A expressão de proteases oriundas da dentina afetada por cárie é diferente daquela verificada para dentina sadia. Para isso, amostras de pó de dentina humana sadia e afetada por cárie serão utilizadas para análise do grau de solubilização da matriz dentinária. Após sucessivas desmineralizações, as amostras serão tratadas com diferentes soluções ativadoras ou inibidoras de atividade de proteases. O conteúdo de colágeno solubilizado será obtido através da quantificação do aminoácido hidroxiprolina nas diferentes amostras tratadas. Além disso, as amostras de pó de dentina serão utilizadas para verificação da presença e atividade de proteases através de zimografia, imunoblotting e imuno-histoquímica.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VIDAL, C. M. P.; TJADERHANE, L.; SCAFFA, P. M.; TERSARIOL, I. L.; PASHLEY, D.; NADER, H. B.; NASCIMENTO, F. D.; CARRILHO, M. R. Abundance of MMPs and Cysteine Cathepsins in Caries-affected Dentin. JOURNAL OF DENTAL RESEARCH, v. 93, n. 3, p. 269-274, MAR 2014. Citações Web of Science: 56.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
VIDAL, Cristina de Mattos Pimenta. Estudo da atividade proteolítica da dentina humana sadia e cariada. 2012. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Odontologia de Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.