Busca avançada
Ano de início
Entree

Interação e ativação celular das proteínas do sistema calicreína-cinina plasmático humano.

Processo: 09/13160-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Guacyara da Motta
Beneficiário:Camila Lopes Veronez
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia vascular   Biologia celular   Inibidores   Coagulação

Resumo

O sistema calicreína-cinina plasmático humano é formado pela calicreína plasmática (huPK), que hidrolisa o seu substrato natural, o cininogênio de alta massa molecular (HK), liberando a bradicinina (BK) e está relacionado à biologia vascular interagindo com os sistemas da coagulação, fibrinólise e complemento. A BK (RPPGFSPFR) pode reproduzir muito das características do estado inflamatório, tais como mudanças na pressão sanguínea local, edema e dor, resultando em vasodilatação e aumento da permeabilidade vascular, através da produção de mensageiros e efetores. A BK está também relacionada ao aumento do crescimento tumoral pela elevação da permeabilidade vascular.O HK apresenta atividades antitrombótica e pró-fibrinolítica, de regulador da pressão sanguínea local através da liberação de BK, além de apresentar propriedades antiadesivas nas interações entre células. A ligação dos cininogênios à superfície celular é importante no acúmulo de precursores das cininas na superfície das células alvo. O HK livre de cinina (HKa) inibe o processo de angiogênese, enquanto a BK promove a angiogênese.A huPK participa da regulação da pressão sanguínea pela liberação de BK a partir do HK, participa do processo de fibrinólise, pode ativar o fator XII e atua na via alternativa do sistema do complemento. A pró-calicreína plasmática (PK)/calicreína plasmática (huPK) foram identificadas numa ampla variedade de células e um fator importante é investigar a importância fisiológica da ocorrência quase universal da PK/huPK no citoplasma e no envelope nuclear das células imunorreativas. Recentes estudos sugerem que o zimogênio PK apresenta atividade enzimática.Em trabalho recente nosso grupo mostrou que a interação do HK com células endoteliais e tumorais resulta em endocitose, e envolve proteoglicanos de heparam sulfato, sendo este um novo mecanismo adicional que pode controlar a geração de cinina na superfície celular.O objetivo do presente projeto é investigar a interação da pró-calicreína plasmática humana com a superfície celular e sua atividade como zimogênio.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VERONEZ, CAMILA LOPES; NASCIMENTO, FABIO D.; MELO, KATIA R. B.; NADER, HELENA B.; TERSARIOL, IVARNE L. S.; MOTTA, GUACYARA. The Involvement of Proteoglycans in the Human Plasma Prekallikrein Interaction with the Cell Surface. PLoS One, v. 9, n. 3 MAR 12 2014. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.